domingo, 29 de maio de 2011

Um ídolo em minha vida?


“Sabemos que o ídolo nada é no mundo, e que não há outro Deus, senão um só… um só Deus, o Pai, de quem é tudo e para quem nós vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo.” (1 Corintios 8.4,6)

“Porque eles mesmos anunciam… como dos ídolos vos convertestes a Deus, para servir o Deus vivo e verdadeiro” (1 Tessalonicenses 1.9)

“Você está brincando! Ídolo é coisa de pagãos.”

Mas o que é um ídolo, afinal de contas?

É um deus visível, fabricado à semelhança de um homem, animal ou coisa, uma estátua de pedra, madeira ou metal. Essa representação feita por mãos humanas substituiu Deus na mente e no coração do ser humano. Contudo, os ídolos são objetos inertes, sem inteligência e “a eles se tornem semelhantes os que os fazem, assim como todos os que neles confiam” (Salmo 115.4-8).

Em nossos dias ainda se adoram estátuas?

Sim, certamente, pois o homem moderno deseja ter acesso ao mundo espiritual. Por meio de práticas ocultas, procura entrar em contato com o mundo dos espíritos e é enganado por Satanás, senhor desse reino de trevas.

O amor ao dinheiro é idolatria também, pois o Senhor Jesus disse: “Nenhum servo pode servir dois senhores… não podeis servir a Deus e a Mamom”(Lucas 16.13). A avareza também é idolatria (Colossenses 3.5)

Mas será que em nossa vida não existem outros objetos de veneração?

Por exemplo, um hobby, uma atividade, um animal de estimação que ocupam todo o tempo disponível… Em resumo, um ídolo é tudo o que o cristão coloca em primeiro lugar, lugar que tem de ser ocupado pelo Senhor Jesus Cristo.

Isso não é difícil de acontecer. Portanto, estejamos atentos, e peçamos sempre: “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos. E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno” (Salmo 139.23-24)

Extraído Devocional Boa Semente

Por Lidiomar

Graça e Paz