segunda-feira, 13 de junho de 2011

Depressão e o Pecado da Ansiedade nos Filipenses


"O que significa ter "a paz que excede todo entendimento"?"

A ansiedade tem sido uma das grandes causas de depressão na vida de muitos. Em conversas, aconselhamentos, visitas, o tempo todo eu vejo pessoas ansiosas, preocupadas, irrequietas diante de situações que lhes provocam dúvidas e medo. É a saúde que não anda bem, são os negócios que não estão como gostaríamos e esperávamos, são problemas na família que estão difíceis de solucionar, são contas a pagar, são respostas que não vêm, enfim, motivos não faltam para nos deixar ansiosos nesses dias loucos nos quais vivemos.

Quando o apóstolo Paulo escreveu aos filipenses, ele preocupou-se com a ansiedade que permeava os corações daquela igreja. Motivos também não faltavam. Paulo estava preso, e isso os deixou muito preocupados (foi da prisão que Paulo escreveu sua Carta aos Filipenses). A perseguição do Império Romano contra o cristianismo era constante e preocupante. Havia medo, insegurança, e muita dúvida entre os cristãos de Filipos.

Paulo, da prisão, percebeu que os cristãos em Filipos não estavam lembrando-se da SOBERANIA DE DEUS sobre todas as coisas que acontecem no mundo. Mesmo da prisão, Paulo fazia questão de exortá-los a desfrutarem da alegria e paz que em Cristo todos podemos ter. Não havia motivo para tanta ansiedade entre os filipenses. Em Fp 4.6, Paulo escreve: “Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças”.

Paulo lembra que o verdadeiro cristão não tem motivo nenhum para viver ansiosamente. Paulo, depois de tê-los chamado à alegria, lhes chama a não viverem ansiosos. Para isso, eles deveriam viver uma vida de oração. É só uma vida de oração que nos cura da ansiedade. Por quê? O que está por trás da ansiedade?

A grande verdade que a Palavra de Deus nos apresenta é que, por trás de toda ansiedade, encontra-se um pecado: o pecado da desconfiança (ou descrença) na Soberania de Deus. É isso que Paulo quer que os filipenses lembrem. Por isso a exortação de recorrerem a Deus na hora da ansiedade. Orarem!

Você tem, dia após dia, apresentado a Deus TODOS os seus pedidos que lhe trazem ansiedade? Se não, nem adianta, a ansiedade lhe devorará como um leão!

Tudo o que lhe preocupa deve ser apresentado a Deus por meio da “oração e súplica com ações de graças”.

O apóstolo Pedro também diz isso em sua 1ª Epístola, em 1Pe 5.5-6: “Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte; lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.”. 

Agora, note as palavras-chave desse texto: humilhai-vos – POTENTE MÃO DE DEUS – ANSIEDADE – cuidado de vós. O que vemos aqui?

Pedro também nos ensinando que a fé, a confiança na Soberania de Deus, na Potente mão de Deus, é o que produzirá em nós a PAZ, o cuidado que tanto precisamos quando estamos ansiosos. E Paulo conclui aos filipenses prometendo que, se parassem de encher seus corações de preocupação e ansiedade e começassem a se encher de Deus (Fp 4.8) e das coisas de Deus, que uma paz que excede todo o entendimento guardaria os corações dos ansiosos, em Cristo Jesus.

Você quer essa paz? Você deseja que o Senhor acalme seu coração e o livre da ansiedade?

Não há outro caminho! Não há!!!

O único caminho é apresentar-se a Deus todos os dias, buscar conhecê-lo para que tal conhecimento lhe convença de Sua grandeza e soberania; ore muito, apresente tudo a Ele, encha sua mente dEle por meio de músicas, filmes, mensagens que lhe tragam aos Seus pés, não negligencie um tempo a sós com Ele todos os dias, e, mais importante de tudo, comece agora pedindo perdão pelo pecado da ansiedade. 

Isso mesmo! Pecado da ansiedade. Ansiedade é um pecado contra Deus (pelo fato de desconfiar de Sua Soberania). Peça a Ele que lhe ajude a não duvidar mais que Ele está no controle de tudo da sua vida, e de que Ele é bom.

Por isso você pode descansar. Quando você fizer isso, a promessa de Paulo aos filipenses também se cumprirá em sua vida: “e a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus.” 

Fonte: Iprodigo

Transcrito por Lidiomar

Graça e Paz