terça-feira, 23 de agosto de 2011

O QUE DEUS NÃO PODE FAZER


Uma das declarações mais assombrosas sobre Jesus é o resumo: "nunca cometeu injustiça, nem houve engano na sua boca" (Isaias 53:9, ACF).

Jesus foi obstinadamente verdadeiro. Cada palavra sua foi precisa e certeira, cada frase sua foi verdadeira. Não trapaceava nos exames. Não alterava os livros. Nem uma única vez esticou a verdade. Jamais obscureceu a verdade. Nunca evadiu a verdade. Simplesmente disse a verdade. Não se achou engano em sua boca.

E se Deus pudesse agir à sua maneira em nós, nenhum engano seria achado em nossas bocas.

Deus anela que sejamos como Jesus. seu plano, se você lembrar, é moldar-nos segundo as linhas de seu Filho (Romanos 8:28). O que tenta não é diminuir ou minimizar nosso engano, mas sim eliminá-lo. Deus é taxativo quanto à falta de verdade: "O que usa de engano não ficará dentro da minha casa" (Salmo 101:7, ACF).
 

Nosso Mestre tem um código de honra estrito. De Gênesis até Apocalipse, o tema é o mesmo: Deus ama a verdade e aborrece o engano. Em 1 Coríntios 6:9-10 Paulo faz uma lista das pessoas que não herdarão o Reino de Deus. As pessoas que descreve é uma espinhosa variedade dos que pecam sexualmente, dos idólatras, dos adúlteros, dos que vendem seus corpos, dos bêbados, dos que roubam e, aqui está: dos que mentem.

Tal rigor talvez surpreenda. Você quer dizer que minhas mentirinhas e lisonjas despertam a mesma ira celestial que o adultério e o assalto? Evidentemente que sim. Deus vê o trapacear na declaração do imposto de rendas do mesmo modo como vê o prostrar-se diante de ídolos.

"Os lábios mentirosos são abomináveis ao SENHOR, mas os que agem fielmente são o seu deleite" (Provérbios 12:22, ACF).

"Estas seis coisas o SENHOR odeia (...) língua mentirosa" (Provérbios 6:16-17, ACF).

"Destruirás aqueles que falam a mentira; o SENHOR aborrecerá o homem sanguinário e fraudulento" (Salmo 5:6, ACF).

Por quê? Por que tanta severidade? Por que uma posição tão rigorosa?

Por uma razão: a falta de veracidade é absolutamente contrária ao caráter de Deus. Segundo Hebreus 6:18, é impossível que Deus minta. Não é que Deus não mentiria ou que tenha escolhido não mentir; não pode mentir. Que Deus minta seria a mesma coisa que um cachorro voasse ou que uma ave latisse. O livro de Tito ecoa das mesmas palavras que o livro de Hebreus: "Deus, que não pode mentir..." (Tt 1:2, ACF).


 Deus sempre diz a verdade. Quando faz uma aliança, a guarda. Quando afirma algo, quer dizer isso. Quando proclama a verdade, podemos acreditar. O que Ele diz é verdade. Até "Se formos infiéis, ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo" (2 Timóteo 2:13, ACF).

Satanás, por outro lado, acha impossível dizer a verdade. Segundo Jesus, o diabo é o "pai da mentira" (João 8:44). Se você se lembra, o engano foi a primeira ferramenta que o diabo tirou de seu bolso. No jardim do Éden Satanás não desalentou Eva. Não a seduziu. Não se aproximou dela sub-repticiamente. Simplesmente mentiu para ela. "É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim? (...) Certamente não morrereis" (Gênesis 3:1,4, ACF).

Extraído do Livro Simplesmente Como Jesus de Max Lucado

Por Lidiomar

Graça e Paz