sábado, 28 de abril de 2012

O Saldo da Conta de Oração


“Então os que temiam ao Senhor falavam uns aos outros; o Senhor atentava e ouvia; havia um memorial escrito diante dele para os que temem ao Senhor, e para os que se lembram do seu nome. Eles serão para mim particular tesouro naquele dia que preparei, diz o Senhor dos Exércitos; poupá-los-ei, como um homem poupa a seu filho que  o serve.”( Ml 3. 16,17.).

Deus escreveu e ainda está escrevendo um livro intitulado “ livro memorial ”. Aqueles que param para pensar e meditar descobrem que Deus está fazendo um registro meticuloso de tudo.

Podemos apenas fazer idéia da riqueza das meditações espirituais e idéia da que alguns homens tiveram a respeito de Deus nestes séculos todos. Apreciamos a intensa beleza dos salmos que Davi escreveu, quando pensava em sua comunhão com Deus. Mas, e os pensamentos que nunca foram escritos?

O novo Testamento nos fala sobre o Livro da Vida. Paulo e João, ambos falam sobre a importância de se ter o nome citado no Livro da Vida do Cordeiro, o primeiro no livro de Filipenses e o segundo no Apocalipse. Cristo, o Cordeiro de Deus, está fazendo registros acurados a respeito dos remidos.
 
Mas o aspecto mais importante desse livro que Deus está escrevendo é que isso mostra que o Senhor faz anotações. Nada fica perdido. Nada do que se faz para ele é em vão. Quantas vezes esquecemos coisas que os outros fazem por nós. Eu já disse várias vezes que os favores que as pessoas nos prestam são como que escritos em água, desaparecem rapidamente. Mas o que elas fazem contra nós é escrito em placas de pedra, está sempre sendo lembrado.

É de extrema importância que nos lembremos de que nada é esquecido realmente, a não ser os pecados perdoados, e que são encobertos pelo sangue de Cristo. Portanto, nossas orações são sempre lembradas.

É muito importante a perseverança em oração. Não sabemos quanto tempo temos de orar para que Deus atenda nossa petição. Para Daniel, sua oração ajudou o anjo Gabriel a vencer a oposição espiritual que se lhe defrontaria durante vinte e um dias. Deus ouviu sua oração, que foi registrada em sua conta.

Vemos em Lucas 11 a respostas que Jesus deu a seus discípulos, quando estes lhe pediram: “ Ensina-nos a orar ”. Como respostas, Ele contou-lhes uma história. Um homem pede a um amigo que lhe empreste três Pães. O homem chegara numa hora bem inoportuna, de noite, quando o outro já estava deitado. Contudo, ao insistir em seu pedido. E então Jesus explica: “ Digo-vos que, se não se levantar para dar-lhos, por ser seu amigo, todavia o fará por causa da importunação, e lhe dará tudo o de que tiver necessidade.” ( Lc 11. 8. ).

Algumas de nossas petições precisaram ser repetidas muitas e muitas vezes até que venha a reposta. E a ordem que temos é para que perseveremos em oração seja por causa de oposição espiritual ou por outra razão qualquer.


Nunca desista de orar por um problema! O que terá acontecido se Daniel tivesse parado de arar após o quinto dia, ou após o décimo?

Lembremos sempre que Deus é fiel. Ele atenderá nossas orações. Ele atenderá se orarmos sem esmorecer. Ore para que o saldo de sua conta de oração esteja fortemente a seu favor

Extraído do Livro: Oração A chave do avivamento – Autor: Paul Y. Cho

Por Litrazini

Graça e Paz