quarta-feira, 11 de julho de 2012

AS ESCRITURAS PODEM SURPREENDER VOCÊ!


Em Efésios 4:26, 27 temos dois versos relativos à ira: Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira, nem deis lugar ao diabo.

A Bíblia Viva interpreta esses versículos da seguinte maneira:
Quando estiverem irados, não pequem alimentando sua própria ira. Não deixem que o sol se ponha com vocês ainda irados — resolvam isso logo; porque quando vocês estão irados oferecem um fortíssimo ponto de apoio ao diabo.

A Nova Versão Internacional diz o seguinte:
Apazigúem a sua ira antes que o sol se ponha, e não dêem lugar ao diabo.

A primeira vez que examinei com cuidado esse verso tive uma reação estranha. Você percebeu que Deus está lhe dizendo: "Fique irado"? Isso mesmo. Se esse fosse o final do verso 26, poríamos um ponto de exclamação de­pois da palavra irado. Fique irado! Que tal? Quando foi a última vez em que você obedeceu às Escrituras e "perdeu a calma"?

Vejo três coisas importantes nesses versos. A primeira é simples e clara. A ira é uma emoção dada por Deus. Há algo desumano na pessoa que nunca fica irada. Ela tem uma composição estranha. Poderíamos dizer que a pessoa que não é compassiva não tem coração. A que não ama — bem, há algo terrivelmente errado com ela. Essas emoções são dadas por Deus, e ele diz que devemos expressá-las. O mesmo se aplica à ira. Deus diz: "Irai-vos."

A segunda observação acompanha a primeira. A ira não é necessariamente pecaminosa. Deus diz: "Irai-vos e não pe­queis." Nem toda expressão de ira é errada. É como se eu dissesse a meus filhos: "Vocês podem sair esta noite e di­vertir-se. Aproveitem, mas não façam mau uso do seu hu­mor." Ou, como quando o Senhor diz: "Quero que amem, mas não amem o mundo. Quero que amem, mas restrinjam esse amor a certas coisas." Este é o mesmo pensamen­to. Fiquem irados, mas não levem essa ira até o ponto onde se transforme em pecado.

Alguns de vocês podem estar duvidando de que algu­ma vez seja certo ficar irado. Você sabia que no Antigo Testamento "a ira do Senhor" é mencionada nada menos que dezoito vezes?

No Novo Testamento temos alguns exemplos clássi­cos da ira de Jesus! Quando os cambistas estavam no templo, ele não entrou e disse: "Ouçam, companheiros, não quero ofendê-los, mas estão agindo errado." Pelo contrário, fez um chicote de cordas e expulsou-os do tem­plo. A expressão dele foi de pura indignação. Ele ficou furioso!

Jesus nunca falou a ninguém com mais ira do que aos hipócritas religiosos em Mateus 23, onde, em um caso após outro, ele disse: "Ai de vós." Até os chamou de "sepulcros caiados" e "víboras"!

Terceira, a ira deve ter salvaguardas. Está notando as duas salvaguardas que Paulo nos deu nesta passagem?

Salvaguarda número um: "Não se ponha o sol sobre a vossa ira" (Efésios 4:26).
Não deixe que a ira se prolongue noite afora. Nos dias de Paulo, o pôr do sol era o término do dia e o começo do seguinte. No fim do dia, tenha a certeza de que seu pro­blema de ira está resolvido.

Se houve períodos de desentendimento ou ira durante o dia, esclareça-os à noite. Quando puser a cabeça no travessei­ro, fique certo de que esses sentimentos negativos de ira foram eliminados. Certifique-se de que haja perdão, uma purificação da consciência. Maridos e esposas, não dur­mam de costas um para o outro. Não se dêem ao luxo de sentir que vão cuidar do caso mais tarde.

Paulo disse para não permitir que o pecado se insinue ao prolongar a sua ira. Há provavelmente algu­mas cicatrizes em sua vida que surgiram por não ter resol­vido a ira quando ela ocorreu. Como sabe, 99% dos pro­blemas não se resolvem sozinhos. Nunca! Eles permanecem como uma saliência na sela, até que se forme uma ferida e você fique doente.

Salvaguarda número dois: "Nem deis lugar ao dia­bo" (Efésios 4:27).
O sentido é exatamente esse. Não permita que a sua ira se expresse de maneira a enfraquecê-lo e o diabo então reproduza o seu caráter através de você.

Jesus Cristo quer reproduzir o seu caráter por nosso intermédio. Quando estamos sob o controle do Espírito Santo, o caráter de Cristo flui livremente — seu amor, sua bondade, sua compaixão, sua alegria, seu cuidado por outros.

O diabo, porém, é um mestre da simulação, e quando nos entregamos às coisas de Satanás, seu objetivo é fazer com que nos comporte­mos como ele.

Esse é o ponto de Paulo. Não permita que a ira tome conta de você e o enfraqueça, a fim de que outras áreas de pecado, ou até envolvimento satânico, entrem em sua vida. Tenha isso em mente se tem facilidade para enraivecer-se. A ira sustentada, incontrolável oferece ao inimigo da nos­sa alma uma porta aberta. Isso é grave.

Vamos enfrentar a realidade: Cada um de nós é dife­rente. Alguns são mais emotivos do que outros. Alguns têm muito mais dificuldade em controlar a ira do que ou­tros. Você sabe como foi feito, sabe quais são seus pontos fracos. Quando sentir que está chegando a um ponto além do seu controle, saiba que o Senhor não está envolvido. Não dê uma oportunidade ao diabo.

Extraído do Livro PERSEVERANÇA de Charles Swindoll

Por Litrazini

Graça e Paz