terça-feira, 30 de abril de 2013

ARREBATAMENTO E REVELAÇÃO

Como será a segunda vinda de Cristo?

A segunda vinda de Cristo se verificará em duas fases.

A primeira é o Arrebatamento da Igreja.
Será em segredo "num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados", 1 Co 15.52.

Nesta primeira fase, Jesus virá somente até as nuvens. Nesse dia solene, "estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro; estando duas moendo no moinho, será levada uma e deixada a outra" (Mt 24.40,41); "estarão dois numa cama; um será tomado, e o outro será deixado", Lc 17.34. Nesse dia se manifestará "o homem do pecado, o filho da perdição". "Já o mistério da injustiça opera: somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado; então será revelado o iníquo...", 2 Ts 2.6,7.

Esse "um que agora resiste" é a Igreja, o povo de Deus. A sua resistência está nas orações cheias de fé e poder que milhões de crentes fazem continuamente subir ao Céu. Essa igreja, esse povo santo, será tirado, então não haverá mais empecilho e o "homem do pecado se manifestará".

Aí principia a Grande Tribulação, sob o reinado pessoal do Anticristo, que durará sete anos.

Desses momentos indescritíveis, quando a ira de Deus cair sobre a humanidade que rejeitou o Salvador, a "Igreja Filadélfia" será guardada: "Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra". Ap 3.10.

A segunda fase é a chamada revelação de Jesus em glória:
"E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com Ele, então se assentará no trono da sua glória; e todas as nações serão reunidas diante dele", Mt 25.31,32.

Nesse dia, sim, "aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e glória", Ap 1.7.

É nesta fase que Jesus se manifestará a Israel, que estará a ponto de sucumbir sob os exércitos confederados do Anticristo. Nesse soleníssimo dia, os israelitas, já quase na sua totalidade na Palestina, ao olharem para as mãos do Messias, que surge, perguntarão: "Que feridas são essas nas tuas mãos?" O meigo nazareno responderá: "São as feridas com que fui ferido em casa de meus amigos!" Então, "olharão para mim a quem traspassaram; e o prantearão como quem pranteia por um unigênito e chorarão amargamente por Ele. Naquele dia será grande o pranto em Jerusalém", Zc 13.6; 12.10,11.

Extraído de A Bíblia Responde. - Casa Publicadora das Assembléias de Deus, (CPAD)

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz