quinta-feira, 1 de maio de 2014

Busque o equilíbrio em seu viver diário

Viver é como fazer malabarismo; é como se tentássemos equilibrar cinco bolas ao mesmo tempo: o trabalho, a família, a saúde, os amigos e a vida espiritual. Todas estas bolas são essenciais. O trabalho é como uma bola de borracha, que, se a deixarmos cair, quica e volta para nós. Mas as outras quatro são de vidro. Se caírem, quebram-se e danificam-se permanentemente.

Entenda isso e busque o equilíbrio na vida. Como? Aqui vão algumas dicas:

• Não diminua seu próprio valor, comparando-se a outras pessoas. Somos todos diferentes. Cada um de nós é um ser especial. Ninguém pode fazê-lo sentir-se inferior sem a sua autorização.

• Não fixe seus objetivos com base no que os outros acham importante. Só você está em condições de escolher o que é melhor para você.

• Dê valor e respeite as coisas que lhe são caras. Apegue-se a elas como à própria vida. Sem elas, a vida carece de sentido.

• Não deixe que a vida escorra entre os seus dedos. Aproveite bem o seu tempo com coisas úteis, que valem a pena e trazem crescimento.

• Não se prenda ao passado nem fique ansioso pelo futuro. Se viver um dia de cada vez, aproveitará todos os dias da sua vida.

• Nunca desista, especialmente quando for capaz de um esforço maior. Nada termina até o momento em que deixamos de tentar.

• Não tema admitir que não é uma pessoa perfeita.

• Não tema enfrentar riscos. É correndo riscos que aprendemos a ser valentes e corajosos.

• Não exclua da sua vida o amor, pensando não ser possível encontrá-lo. A melhor forma de receber amor e dando-o. Em contrapartida, o modo mais rápido de se ficar sem o amor é apegando-se demasiadamente a si próprio. Para que o amor perdure, deve ser cultivado diariamente.

• Não corra tanto pela vida a ponto de esquecer onde esteve e para onde vai! A vida não é uma corrida, mas uma viagem que deve ser desfrutada passo a passo.

• Não tenha medo de aprender! O conhecimento é leve. É também um tesouro que se carrega facilmente. Além disso, é um tesouro que ninguém poderá tirar de você.

• Não use imprudentemente o tempo ou as palavras, pois jamais poderão ser recuperados! Atente para o conselho do autor sagrado: Não multipliqueis palavras de orgulho, nem saiam coisas arrogantes da vossa boca, porque o SENHOR é o Deus da sabedoria e pesa todos os feitos na balança (1 Samuel 2.3 ARA).

E lembre-se: “O ontem é história, o amanhã é mistério, e o hoje é uma dádiva; por isso se chama presente”.

Pra Elizete Malafaia

Por Litrazini


Graça e Paz