quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

ARMAS PARA A VITÓRIA

 “... E conservou-se cada um no seu lugar ao redor do arraial; então todo o exército pôs-se a correr e, gritando, fugiu. Tocando, pois, os trezentos as buzinas, o SENHOR tornou a espada de um contra o outro, e isto em todo o arraial, que fugiu... (Juízes 7.15-22).

É maravilhoso como Deus através da Sua Palavra usa de situações vividas pelos Seus servos para nos ensinar princípios, nos orientando como fazer para obtermos vitórias. Este é Seu desejo: tornar-nos mais que vencedores; e para isto, Ele sempre colocar a nossa disposição as Armas para a Vitória. Com base no texto acima, vejamos alguns destes princípios
ARGUMENTOS:
ADORAR A DEUS EM TODO TEMPO, v. 15.
Gideão ao ouvir a narração do sonho, e a sua explicação pelo midianita tomou isto como à resposta de Deus e considerou a vitória sobre seus inimigos como certa e antes de qualquer ação adorou ao Senhor.
Disse Jesus: “Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade” (João 4.23-24).

TOMADA DE POSIÇÃO, v.15 (Levantai-vos).
O Senhor já prometeu a vitória e já deu a ordem para ir à batalha, portanto não é hora para se ficar parado ou prostrado; é hora de se levantar em nome do Senhor dos Exércitos e partir para conquistar a vitória. “Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o SENHOR teu Deus é contigo, por onde quer que andares” (Josué 1.9).

USAR DAS ESTRATÉGIAS E RECURSOS QUE ESTÃO A SUA DISPOSIÇÃO, v.16.
Muitos se lamentam pelos recursos que não possuem, (sejam pessoas, dinheiro, equipamentos, talentos, dons, etc.), ao invés de se alegrarem e usarem aquilo que o Senhor tem colocado a sua disposição.
“E, sendo chegada à tarde, os seus discípulos aproximaram-se dele, dizendo:[...] algo para comer. Então eles lhe disseram: Nós não temos aqui senão cinco pães e dois peixes. E ele disse: Trazei-os aqui” (Mateus 14.15-18).

SEGUIR O EXEMPLO DOS FIÉIS, v.17.
Olhar para os exemplos bíblicos e os exemplos dos servos do Senhor e segui-los. “Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também” (João 13.15).

TOCAR AS TROMBETAS, V. 20.
Proclamar os feitos do Senhor. Anunciar as Suas maravilhas. Evangelizar e Testemunhar. “Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz” (1ª Pedro 2.9).

QUEBRAR CÂNTAROS VAZIOS (VASOS, JARROS), v. 20.
O vaso, (o crente), deve se esvaziar de si mesmo e se quebrar. Quebrar significa se humilhar diante de Deus, reconhecer que sem Ele se é nada. Esvaziar-se do pecado do mundanismo, e se encher de Deus e do Seu poder. “E (Jesus) dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me” (Lucas 9.23). (2ª Coríntios 4.7). (João 8.12).

MANTER AS TOCHAS ACESAS, v. 20.
Tochas acesas significam coração comprometido com Deus, incendiado e cheio do Espírito Santo.“Não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito” (Efésios 5.18). (Atos 6.3).

CRER E DECLARAR PALAVRAS DE FÉ. (Espada do Senhor e de Gideão), v. 20.
Deve-se definir por um lado – o lado de Cristo – e então apossar-se do poder e da autoridade que há nome de Jesus. Deve-se deixar de lado toda timidez, dúvida, medo e deve-se ter ousadia para destronar o inimigo, conquistar almas e engrandecer o nome do Senhor.
“Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito” (João 15.7).

PERSEVERAR NO SENHOR E NA SUA PALAVRA, v. 21.
“Conservou-se cada um o seu lugar ao redor do arraial” (v. 21).(1ª João 2.24).

VIVER EM UNIÃO COM DEUS E EM UNIDADE COM OS SEUS, v. 22.
“Tocando, pois, os trezentos as buzinas” (v.22). (Eclesiastes 4.9-10).

Tome posse das Armas da Vitória e parta decididamente para vencer sua carne, o mundo, o diabo e todos os inimigos espirituais.

Pr. Silvio Correa Coelho

Por Litrazini


Graça e Paz