terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

MALDIÇÃO EM BENÇÃO!

Eliseu torna as águas saudáveis de Jericó

E os homens da cidade disseram a Eliseu: Eis que é boa a situação desta cidade, como o meu senhor vê; porém as águas são más, e a terra é estéril. E ele disse: Trazei-me um prato novo, e ponde nele sal. E lho trouxeram. Então saiu ele ao manancial das águas, e deitou sal nele; e disse: Assim diz o Senhor: Sararei a estas águas; e não haverá mais nelas morte nem esterilidade. Ficaram, pois, sãs aquelas águas, até ao dia de hoje, conforme a palavra que Eliseu tinha falado. (2Re 2.19-22)

VAMOS ENTENDER O PROBLEMA DA CIDADE:
Jericó foi uma das primeiras cidades conquistadas pelos hebreus na retomada das terras pós cativeiro egípcio, que perdurou por 430 anos.

O líder que vemos se chama Josué, homem de uma extrema habilidade militar, pois em algumas ocasiões, Josué ganhou guerras apenas com ferramentas de trabalhos agrícolas, como enxadas e pás. Agora em seu capitulo 6 o exímio comandante recebe uma ordem que o leva a tomar uma atitude fora de sua tática militar, porém a palavra de ordem vinha do próprio Senhor Deus, o Senhor dos Exércitos. Ele é levado a dar 13 voltas na cidade de Jericó, pois a cidade conforme registrado no versículo 1 do capitulo 6 de seu livro, era uma fortaleza com dois muros que cercavam a cidade, segundo historiadores a muralha era dupla, os dois muros ficavam separados um do outro por uma distancia de cinco metros.

O muro exterior tinha dois metros de largura e o interno quatro metros de largura, e ambos tinham dez metros de altura.

Pra entendermos um pouco dessa amplitude que era as muralhas, é só entendermos haviam casas construídas em cima dos muros, isto se dá ao fato de que era algo muito engenhoso. Enfim, eles rodeiam a cidade, os muros caem, e eles invadem a cidade conquistando-a, neste tempo de conquista o comandante Josué lançou a palavra de maldição sobre aquela cidade (Josué 6: 26 e 27), uma cidade que era bem situada por causa do Rio Jordão que passava próximo, realmente um oásis em meio ao deserto, agora era apenas uma ruína em uma boa localização. Tudo agora passa a ser estéril naquele ambiente e o oásis passa a ser maldito.

500 anos depois da maldição Hiel o betelita, edifica a cidade 1 Reis 16:34, mas, a maldição ainda estava presente na cidade e nos dias de Acabe, quando Hiel vai lançar o fundamento, seu filho primogênito Abirão morre, e quando ele vai por as portas da cidade seu filho mais novo Segube também é morto, para que se cumpra apalavra do Senhor pela boca de Josué.

A maldição parecia ser predominante, até passar o homem de Deus naquele lugar, os homens da cidade o procuraram e relataram sobre a dificuldade em que a cidade se encontrava, bem situada, porém maldita e suas águas más,

Eliseu faz algo que parece inusitado aos olhos de quem vê, ele pede um prato novo; vamos abrir aqui uns parênteses, (Prato, representa servir, Novo, indica que Deus nunca serve ninguém com algo velho), e ponha nele sal! Sal representa tempero, sabor, equilíbrio. E o o mais importante que ele faz é, ir até o manancial das águas, na fonte, no inicio, e profetizar lançando sobre aquelas águas algo novo e equilibrado.

Talvez esta seja a tua vida! Você até pode ser bem aparentado(a), pode até morar em um lugar luxuoso, pode ser que até frequente em uma igreja, mas por dentro sua cidade que é o seu interior, você carrega uma maldição, um trauma, talves você não seja feliz, suas decisões por mais que sejam satisfatórias não tem um retorno pleno para tua vida.

Eu tenho algo pra lhe contar! Você precisa de algo novo! Só algo novo pode quebrar as maldições! E o que é esse algo novo? Se chama Evangelho! Não uma religião! Evangelho no grego significa Boa nova…

Jesus Cristo é essa boa nova! algo novo capaz de quebrar a maldição que lhe prendia, que lhe consumia. deixa ele mudar a sua vida só ele é capaz de ir na fonte do problema! Só ele é capaz de tornar a maldição em Benção!

Pr Jonas Rodrigo Bezerra

Por Litrazini


Graça e Paz