quarta-feira, 22 de abril de 2015

FATOS EXCLUSIVOS DO PERÍODO CRISTÃO

Porque o mesmo Senhor descerá do céu… e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor (1 Tessalonicenses 4:16-17).

As bênçãos da cruz não estão confinadas ao presente período. Cada santo de cada era, passada, presente ou futura, encontra na cruz a base de toda bênção.

Tampouco a segunda vinda de Cristo está restrita aos santos deste presente período. Esse grande evento afetará todos os santos de todas as dispensações.

Mas dois grandes importantes fatos intermediários dão ao cristianismo seu caráter único e diferencia o período cristão de todos os que vieram antes e virão depois.

Nunca antes da história humana se pôde afirmar que há um Homem na glória e uma Pessoa divina no mundo, e jamais isso será verdade novamente.

Esses fatos pertencem exclusivamente ao período cristão, e sobre eles a Igreja está estabelecida e por eles a Igreja é sustentada.

A Igreja não podia ser formada até que Cristo fosse glorificado, exaltado como Cabeça, e o Espírito Santo viesse para batizar os redimidos em um só Corpo.

Em seu caminho por este mundo, a Igreja é mantida por Cristo na glória e pelo Espírito Santo na terra. Até mesmo seu último passo nessa jornada terrena rumo à casa do Pai será dado em resposta à voz do Homem na glória e pelo poder vivificador do Espírito Santo (1 Tessalonicenses 4:16; Romanos 8:11).

Se essas são marcas distintivas do período cristão, não é de se estranhar que ambos se tornem alvos de incessantes ataques do inimigo.

O diabo sabe muito bem que se ele puder evitar que nos tornemos santos de acordo com propósito de Deus para o presente momento, ele será bem-sucedido em nos roubar cada pensamento profundo sobre Cristo e a Igreja.

Extraído do devocional BOA SEMENTE

Por Litrazini


Graça e Paz