sexta-feira, 4 de novembro de 2016

ARREPENDIMENTO: A BASE DE TUDO!

O arrependimento é o ponto de partida para todas as coisas do cristianismo, é a condição para a entrada no Reino de Deus.

O arrependimento é uma tomada de posição em relação ao passado. Tendo em vista a uma nova realidade de vida, as pessoas decidem-se a deixar todo os seus velhos caminhos, que estavam na direção errada e se voltam decididamente para o outro lado.

Para Jesus é de primordial importância o primeiro passo, que a pessoa reconhecesse que até agora não andava nos caminhos de Deus e se decidisse, pelo arrependimento, mudar a direção de seus passos. João Batista usa as mesmas palavras em sua primeira pregação (Mt 3.2).

A Pregação do arrependimento, além do mais não foi apenas um imperativo anunciado no início do ministério de Cristo. Ela continuou como tônica durante todo o tempo nos ensinos de Jesus. “Não vim chamar os justos, e sim pecadores ao arrependimento” Lc 5.32.

Confira os textos: Lc 15.11-14; 19.1-10. Durante todo o seu ministério Jesus continua a insistir nesta determinação inicial; arrependei-vos!

QUATRO CONSIDERAÇÕES A RESPEITO DO ARREPENDIMENTO:

A NECESSIDADE DO ARREPENDIMENTO
Fica demonstrada desde logo pelo fato de que é impossível ao ser humano caminhar ao mesmo tempo por caminhos divergentes. Não é possível ir na direção do mundo e suas seduções e na direção do Reino de Deus ao mesmo tempo. É uma questão de escolha: quem decide pelo Reino de Deus, tem que desistir de apegar-se ao mundo. Mt 6.24

A URGÊNCIA DO ARREPENDIMENTO
Vem das próprias palavras de Jesus: “O tempo está cumprido e o Reino de Deus está próximo” a pregação da igreja é de que os tempos do fim são chegados.  Trata-se do fato de que, no momento em que Jesus iniciou seu ministério, se iniciou também o último capítulo da história humana.

A OPORTUNIDADE PARA O ARREPENDIMENTO
Por isso mesmo é o agora e não o deixar para depois. O fato de que a oportunidade existe agora é que aponta para a urgência de ser aproveitada.

As portas do Reino estão abertas e todos os que dão conta disso apressam-se a buscar sua vez. Neste sentido a mensagem de Cristo é universal. Ela está oferecida a todos os seres humanos, não apenas aos Judeus, é também a razão pela qual não haverá motivo para desculpas, sendo assim a oportunidade tem um caráter duplo: é porta de salvação para os que se arrependem, é peso de condenação para os que querem ficar no mundo.

A INSUFICIÊNCIA DO ARREPENDIMENTO
Esta é a diferença do imperativo de Jesus com a pregação dos profetas. Jesus anunciou como pré-condição apenas para sua segunda mensagem. “CRER NO EVANGELHO” O arrependimento sem fé é apenas um remorso.

Se não houver de nossa parte desejo de desviarmos dos nossos caminhos para seguir nos caminhos do Senhor, não herdaremos a plenitude do reino de Deus que exige fé.

Lidiomar T. Granatti

Por Litrazini

Graça e Paz