quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Motivação

“Portanto não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares. Deus está no meio dela; não se abalará. Deus a ajudará, já ao romper da manhã. Salmo 46: 2,5.”

Os projetos e desejos humanos geralmente são guiados por motivações. Neste viés é configurada duas realidades bem distintas entre si: primeiro é ter motivação, a segunda é ser motivado.

A motivação pode ser definida como aquele estado de espírito em que os pensamentos , emoções e vontades são canalizados para um fim proposto, exigindo para isto tradição histórica bem fundamentada, para não ser “levado pelo vento”, que consequentemente se reverterá em desanimo, frustração e desequilíbrio. É algo muito pessoal, ainda que externamente pode ser influenciado, a motivação necessita ser desejada.

Ter e ser são duas realidades distintas, as vezes conflituosas geradora de tensões entre aquilo que se deseja ou o ideal que se almeja com a realidade que se esta vivendo.

No campo espiritual é o que recebemos como promessa de Deus, a concretização dessas promessas na vida real diante dos problemas, dificuldades e os stress do dia-a-dia. Provavelmente não temos capacidade de evitar as crises, por isto precisamos de alguém nos ajudando nestes momentos: Deus.

Jesus nos adverte e ao mesmo tempo nos entusiasma com palavras de fé e coragem: “tende bom ânimo”, “porque sois tão tímidos”, quando forem perseguidos, regozijai e alegrai”. O crente desinteressado ou permanentemente desmotivado é um desafio comum a liderança da Igreja. Como lidar com ele sem removê-lo da comunidade?

Se entendermos que a motivação é um processo e não um evento isolado, teríamos mais condições de motivar os nossos liderados a permanecer fieis, e não sair por ai “correndo atrás do vento”.

Entendo que há momentos que desejamos desistir de tudo, de sumir, morrer, sei lá, principalmente naqueles momentos quando somos questionados, quando nossos projetos são frustrados, o ministério, a vida cristã, o trabalho realizado, os estudos, etc. colocados em cheque. Em meio a essas lutas, as pessoas se desencorajam, ficam deprimidas, e perdem toda a esperança da vida.

Alegre pois, o teu coração e busque o desejo motivacional para concretizar os seus sonhos.

Deus estará contigo e jamais te deixará.

Confie em Deus e verás proezas em sua vida.

PENSE: "Mesmo as noites totalmente sem estrelas podem anunciar a aurora de uma grande realização" Martin Luther King

Ashbell Simonton Rédua

Por Lidiomar

Graça e Paz