quinta-feira, 24 de maio de 2012

Ser grande é um privilégio! O que fazer?


Não será assim entre vocês. Pelo contrário, quem quiser tornar-se importante entre vocês deverá ser servo (Mateus 20.26)

Era uma vez um menino que sentia vontade de ser bem grande e resolveu procurar alguém que pudesse lhe ensinar como fazer para ser grande.

Foi andando, andando e, de repente, parou diante de uma árvore enorme e perguntou:

- O que você faz para ser tão grande? A árvore respondeu:

- Eu dou frutas, flores, sombra, purifico o ar, agasalho as aves e minha madeira é muito útil ao homem. Eu sirvo.

O menino continuou sua caminhada, encontrou um grande rio e perguntou:

- E você, o que faz para ser grande? O rio disse:

- Eu levo barcas, abasteço de água as populações, irrigo as terras e forneço várias espécies de peixe. Eu sirvo.

Aquele menino continuava perguntando e prestando atenção às informações e ia crescendo com todas as respostas que ouvia:

Da professora, ele ouviu: - Para que a geração jovem aprenda ética, cidadania e tenha educação e instrução. Eu sirvo.

Do médico, ele ouviu: - Para que o homem seja saudável na mente e no corpo. Eu sirvo.

Do religioso, ele ouviu: - Para construir uma comunidade de irmãos, filhos de Deus, que saibam repartir o pão. Eu sirvo.

Do policial rodoviário, ele ouviu: - Na orientação aos motoristas, na disciplina e na segurança do trânsito e na prevenção do acidente. Eu sirvo.

Dos animais ele também obteve respostas:

O urubu disse: - Elimino da superfície da terra todo cadáver não sepultado. Eu sirvo.

A Abelha disse: - Eu espalho pólen nas flores e fabrico o gostoso mel. Eu sirvo.

E o menino não parou, foi perguntando, perguntando e pensando chegou às conclusões:

- Tudo só é grande quando serve;

- Tudo só é importante quando é útil;

- Tudo só é necessário e essencial quando, de alguma forma, constrói um mundo melhor.

Ele entendeu e ficou feliz com o que conheceu.

- Quando eu crescer também quero ser grande, vou começar hoje a servir, seja em casa, na escola, na rua, porque para Deus grande é quem serve.

Como o Filho do homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos. (Mt. 20.28)

Digo-lhes verdadeiramente que nenhum escravo é maior do que o seu senhor, como também nenhum mensageiro é maior do que aquele que o enviou. (João 13.16)

Servir não é privilégio de muitos. Servir é para gente grande. Servir é para gente que se conhece, e está seguro de sua identidade, a tal ponto que nada nem ninguém o diminui.

Servir é para gente que conhece o coração das pessoas, a ponto de não se deixar decepcionar o suficiente para que o serviço seja abandonado.

Servir é para quem conhece o amor, de tal maneira que desconhece preço elevado demais para que possa continuar servindo.

Servir é para quem conhece o fim a que se pode chegar servindo e amando, de tal maneira que não é motivado pelo reconhecimento, a gratidão ou a recompensa, mas pelo próprio privilégio de servir.

Servir é para poucas pessoas, só para os parecidos com Jesus.

Lidiomar T. Granatti - Litrazini

Graça e Paz