domingo, 5 de agosto de 2012

Aprendendo a orar melhor


Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; O pão nosso de cada dia nos dá hoje; E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; E não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém. Mateus 6.9-13

Buttrick ao analisar essa oração disse: “Há trovões e poderes e uma neblina espectral nessa oração: ela desafia nossa inteligência, e, no entanto, é nossa salvação. É breve . As dezoito petições, feitas três vezes ao dia nas orações dos judeus piedosos, eram dez vezes mais longas. Esta oração devida a sua franqueza, penetra na mente e é facilmente memorizada. É infantil em sua simplicidade: estadistas e homens de rua, filósofos e homens rústicos, bispos e is mais jovens catecúmenos se reúnem em volta dela”.

I) AS SETE PETIÇÕES
Essas petições refletem as necessidades básicas dos homens, quer espirituais ou físicas.

1- Santificado seja o teu nome:
A alma se eleva na presença de Deus, reconhece que Deus é santo, e isso é o alicerce da oração e de nossas relações com Deus. Quando dizemos santificado seja o teu nome, isso também tem a ver com o reconhecimento do caráter de Deus e o desejo de que Deus seja honrado e venerado entre os homens. O nome de Deus equivale a pessoa de Deus, segundo ele tem se revelado.

2- Venha o teu reino:
É a manifestação do desejo de aplicação universal dos atributos e poderes de Deus.

3- Assim na terra:
Aplicação direta da influência divina na terra, aplicação essa pessoal, aqui onde habitamos.

4- Dá-nos o pão:
O discípulo do reino tem necessidades física. Deus se interessa por essas coisas também. O ensino contrasta o teismo com o deismo.

5- Perdoa os nossos pecados:
Neste mundo topamos com obstáculos, especialmente com a nossa própria natureza. Para que obtenhamos a condição de espiritualidade e sintamos a presença de Deus em nossas vidas, precisamos remover os obstáculos.

6- Não nos deixe cair:
A vitória sobre o mundo é algo necessário para aquele que anda no caminho de Deus.

7- Livra-nos do mal:
Concede-nos finalmente, a vitória completa nesta esfera.

Note se que essa oração de Jesus segue a forma geral do decálogo. Há duas divisões principais.
(1) As três primeiras petições principais se relacionam diretamente com Deus.
(2) As outras quatro se relacionam com os nossos semelhantes.

II) “ESTÁS NOS CÉUS”.
 Essa expressão pode ter os seguintes significados:

1- A onipresença de Deus, na vasta amplidão dos lugares celestiais, os céus (1 Reis 8.27).

2- O poder e a majestade de Deus, na forma de domínio sobre toda a criação (II Crô. 20.6).

3- A onipotência de Deus, o seu poder manifestado nos céus dos céus, os lugares mais elevados (II Cro 20.6; Sl 115.3).

4- A onisciência de Deus, porque daquele lugar tão elevado ele vê tudo quanto ocorre em todas as partes da criação ( Sl 11.4).

5- A santidade e a pureza de Deus, porque ele habita na mais santa montanha (Dt 26.15; IS 57.15).

Pr. Josué Gonçalves

Por Litrazini

Graça e Paz