segunda-feira, 10 de setembro de 2012

O que preocupa você?


Dois empresários estavam conversando sobre dificuldades econômicas. Jack disse:

- "Estou quase a perder o meu negócio e a nossa casa está hipotecada; mas isto não me preocupa".
Bob, seu amigo, perguntou:
- "Como você pode não estar preocupado?" Jack respondeu:
- "Contratei um preocupador profissional. Ele se preocupa em meu lugar. Por isso, eu não tenho que pensar nisso!" Bob replicou:
- "Mas é uma ideia fantástica! Quanto custa contratar um preocupador profissional?"
- "US$ 50.000 por ano", respondeu Jack. "US$ 50.000!
- E onde você vai arrumar tanto dinheiro?" Jack respondeu:
- "Eu não sei. Essa preocupação é dele!"

Preocupar-se é algo que você aprendeu. Não existe o "preocupado de nascença".

Preocupação é a resposta às circunstâncias da vida, fruto de um aprendizado. Você aprendeu a se preocupar a partir de duas fontes:

* Através da experiência.
Após anos de enganos, fracassos e expectativas frustradas, você descobriu que nem sempre as coisas caminham como se espera. A partir destas experiências, você adquiriu o hábito de preocupar-se.

* Através de exemplos.
Existem muitos exemplos à sua volta. Estudos mostram que as crianças acostumam captar as preocupações de seus pais. Pais ansiosos geram crianças ansiosas.

Preocupação pode ser desaprendida.
A boa notícia é que, uma vez que a preocupação é fruto de um aprendizado e uma resposta às circunstâncias da vida, ela pode ser desaprendida! 

Para se vencer a preocupação é importante tomar consciência de que ela é inútil. Preocupar-se não traz bem algum. É deixar-se "cozinhar em banho-maria".

Preocupação jamais mudou coisa alguma. A preocupação não pode alterar o passado. Não tem poder para controlar o futuro. Apenas faz com que você se sinta miserável hoje.

Preocupação jamais resolveu um problema ou pagou uma conta. Nunca curou uma doença. Ela apenas o paralisa, impedindo-o de trabalhar para encontrar sua solução.

A preocupação é como o motor de um carro de corrida em ponto neutro -- ele não o leva a lugar nenhum, apenas consome combustível. "A ansiedade no coração deixa o homem abatido" (Provérbios 12,25).

Preocupação exagera o problema. Ela joga com a imaginação. Você já notou que quando se preocupa acerca de um problema ele se avoluma? A cada vez que você o repete em sua mente, a tendência é acrescentar-lhe detalhes -- amplificá-lo -- o que faz que você se sinta cada vez pior.

QUAL A SOLUÇÃO?
Fale com Deus sobre o que o está preocupando. Ele pode fazer algo em relação ao motivo da sua preocupação. "Não se aflijam com nada; ao invés disso, orem a respeito de tudo; contem a Deus as necessidades de vocês, e não se esqueçam de agradecer-lhe Suas respostas. Se fizerem isto, vocês terão experiência do que é a paz de Deus, que é muito mais maravilhosa do que a mente humana pode compreender. Sua paz conservará a mente e o coração de vocês na calma e tranqüilidade, à medida que vocês confiam em Cristo Jesus" (Filipenses 4:4-7).

Se você gastar tempo orando, quanto gasta se preocupando, terá muito menos com que se preocupar

Transcrito – Autor desconhecido

Por Litrazini

Graça e Paz