domingo, 5 de abril de 2015

PÁSCOA

Portanto se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então, também vós vos manifestareis com ele em glória (Colossenses 3.1,4).

Neste mês de abril, celebramos a Páscoa, que representa a morte e ressurreição de Jesus Cristo, e a sua grandiosa vitória sobre a morte. Comemoramos, nesse dia, a libertação de todo o jugo da escravidão do pecado sobre nossa vida, por meio do sacrifício de Cristo por nós na cruz do Calvário. Ali, Jesus Cristo venceu o pecado, a morte e o diabo. 

Ao redor do mundo, os diferentes povos, à sua maneira, comemoram esse período de renovação, que significa um tempo de passagem da morte para a vida. Mas será que realmente estamos discernindo o significado espiritual da Páscoa?

Ela não deve ser só um momento de celebração com trocas de chocolates e coelhinhos. Não tenho nada contra, mas devemos lembrar as nossas crianças, os familiares e irmãos em Cristo qual é o verdadeiro significado desta comemoração cristã, lendo a história da morte e ressurreição de Cristo, falando de Seu sofrimento, humilhação, crucificação e ressurreição. E, finalmente, celebrar, festejar e comemorar esta data!

A vitória de Jesus sobre a morte nos garantiu o direito de sermos livres no corpo, na alma e no espírito, de nos tornarmos novas criaturas e termos vida eterna com Ele no céu. Garantiu-nos, também, uma vida plena, saudável e abundante

Páscoa é o nascimento para uma vida nova com Cristo, é um tempo de mudança de atitude e mente renovada pela Palavra de Deus. É o momento que devemos buscar um novo modo de pensar, falar e agir. Precisamos sair do medo, do desânimo, da dúvida, da ignorância e do fracasso, e crer nas promessas de vida plena do Senhor Jesus (João 10.10b).

Não podemos nos conformar com o mundo, e sim sermos transformados diariamente. Cristo morreu, mas ao terceiro dia ressuscitou. Ele fez isso para nos ensinar a crucificarmos e matarmos os nossos piores defeitos, e ressuscitarmos as maiores virtudes que estão sepultadas no interior do nosso coração, como consequência do pecado.

Convido você a fazer uma reflexão. Pergunte-se: Que áreas de minha vida precisam de ressurreição? O que deixei morrer e precisa reviver urgentemente?

Talvez você necessite de ressureição da alegria de viver, do amor a Deus, da paz, dos seus sonhos, da fé, da comunhão com os irmãos, do perdão a si mesmo e ao próximo, da confiança, do sorriso, da esperança, da vontade de vencer, das amizades, do otimismo, da bondade, do amor pelo Reino de Deus, do amor pelo cônjuge, pelos filhos ou familiares. 

Que, nesta Páscoa, possamos realmente ser motivados a buscar diariamente as coisas que são do céu, onde Cristo está assentado à destra de Deus, nos aguardando para desfrutarmos a glória do Pai eternamente. Feliz Páscoa!

Dra Elizete Malafaia

Por Litrazini

Graça e Paz