domingo, 27 de dezembro de 2015

ETAPA FINAL

”E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso.”-  Lucas 23:43

Estamos a um passo do paraíso, temos duas opções; escondemos-nos no esconderijo do altíssimo, suportando os ventos fortes, e prosseguirmos lutando confiante, até adentra lá, ou então, desistimos, olhamos para trás e morreremos espiritualmente, convertidos em estatua de sal; conforme é desejo do nosso inimigo. E a mulher de Ló olhou para trás e ficou convertida numa estátua de sal (Gênesis 19:26).

Apesar de tantas advertências difundidas pelo próprio Deus, para que não viéssemos retroceder, mas que continuássemos firmes e com bom ânimo, a igreja tem se deixado ser absorvida pela sórdida incredulidade do inimigo e tem permitido que as avalanches do mal ganhem espaços, empurrando-a para trás. Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não pasmes, nem te espantes; porque o Senhor teu Deus é contigo, por onde quer que andares (Josué 1:9)

A ordem de Deus desde o inicio, sempre foi para continuarmo-nos, firmes, diante das duras provas. Seja no momento que o deserto se prolonga, Seja quando o vale se aprofunda mais, ou quando os montes parecerem impossível para se galgar; a ordem de Deus sempre foi; Marchem!

Deverás; este é o mandato para quem deseja vencer, marchar. Não adianta ficarmos pedindo a Deus para nos ajudar, e paramos no meio do caminho. Então disse o Senhor a Moisés: Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem (Êxodo 14:15).

Ou seja, não podemos olhar para as circunstâncias, para as tempestades, para os problemas, porque tudo isto são situações que o inimigo coloca em nossa volta para pensarmos que as promessas de Deus não irão acontecer em nossa vida, basta tão somente, prosseguirmos, e crendo, o nosso Deus nos dará a vitoria. O Senhor pelejará por vós, e vos calareis (Êxodo 14:14)

Quando foi que Deus falhou? Quando foi que Deus deixou de cumprir uma das suas promessas? Na identidade Dele está à fidelidade, Ele vela em cumprir a sua palavra, a palavra que é exatamente, Ele, em forma de Escrita. No principio era o verbo, e o verbo estava com Deus, e o verbo era Deus (João 1:1).

No entanto, é mais fácil acreditar, nas coisas visíveis aos nossos olhos, do que confiarmos naquilo que foi dito por Deus; esquecemo-nos que na vida do cristão primeiro se acredita, depois apossa-se. Tudo que está registrado por Deus para nós, nos mínimos detalhes, Ele fará cumprir-se em nossa vida. Deus não é homem. Para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa. Porventura diria ele, e não o falaria? Ou falaria, e não o confirmaria? (Números 23:19).

Qual deveria ser o maior desejo do coração da igreja de Cristo? Não seria a salvação? Então porque estamos sempre ociosos e ansiosos pelas coisas que perecem e nos esquecendo daquelas que de fato é primordial a nós? Precisamos aprender a colocar como meta principal em nosso coração, fazer aquilo que agrada a Deus, pois, ainda que venhamos tropeçar em alguma pedra, não ficaremos postados, porque o nosso Deus é fiel para nos por novamente sobre os nossos pés, até o dia da nossa salvação. Se formos infiéis, ele permanece fiel: não pode negar-se a si mesmo (II Timóteo 2:13).

Assim, em dias maus, nas horas amargas que muitas vezes a vida nos proporciona, teremos certeza que não seremos vencidos, porque a nossa força surgirá como rebento, destruindo as mais densas barreiras, porque a força que operará, não será a nossa, mas será Deus em nós. Dá esforço ao cansado, e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor (Isaías 40:29).

Se deixarmos o Todo Poderoso nos conduzir, teremos capacidade, para suportar as mais temíveis avalanches que o mal possa soprar contra nós, porque Deus estará segurando a nossa mão; nas adversidades, Ele não permitirá que os nossos pés fiquem presos em armadilhas. Porque Eu, o Senhor teu Deus, te tomo pela mão direita, e te digo: Não temas, que eu te ajudo (Isaías 41:13).

Os que esperam no Senhor sabem que já é o tempo final, estamos na linha de chegada, na etapa para darmos o último pulo para vencermos os últimos obstáculos; Não apenas nas coisas desta vida, bem como para alcançamos a vida eterna. Tudo aquilo que se sobrepôs a nós, tentando nos paralisar, tornar-se-á um nada diante da grande vitória que Deus já preparou para nossa vida. Porque, não perdemos a nossa fé, continuamos firmes na batalha, mesmo nos tempos difíceis, nós acreditamos nesta palavra. Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo (João 16:33).

Bom é ter esperança, e aguardar em silêncio a salvação do Senhor (Lamentações 3:26). Todos quantos, aguardaram pacientemente, em silêncio, pela salvação vinda de Deus, Ele olhou para nós com olhar de bondade e misericórdia, soprou novamente e o seu fôlego de vida em nossos narizes, e nos fez beber das águas tranquilas que procedem do seu trono.

Já é hora da vitoria do Senhor despontar em nossa vida, o Sol da justiça já brilhou sobre nós, a noite acabou, o dia amanheceu, levantemo-nos e cantemos com alegria, o Nosso Redentor vive, Nele e por Ele, saímos vitoriosos da batalha. Porque eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra (Jó 19:25).

De tudo o que se deve aprender, temer a Deus precisa está em primeiro lugar; sabendo que, Ele nos ensinará tudo o que saberemos, mas nós nunca saberemos tudo o que Ele sabe. Ele é Deus, nós, pó e cinza. Cabe-nos, tão somente Confiar Nele!

Pra. Elza Carvalho

Por Litrazini


Graça e Paz