sábado, 22 de dezembro de 2018

OS PAIS NÃO DEVEM SUBSTITUIR O EVANGELHO DE JESUS PELO PAPAI NOEL


A poucos dias do Natal, o pastor e teólogo John Piper alertou os pais cristãos a não cometerem o erro de substituir a história do nascimento de Jesus por “mito” como o Papai Noel. Em um podcast no site Desiring God, Piper disse que é impossível ensinar às crianças sobre Papai Noel sem mentir para elas.

“Estamos enganando as crianças ao contar essa história como uma simples declaração de fatos?”, questionou. “‘Papai Noel mora no Pólo Norte’. ‘Papai Noel voa com renas’. ‘Papai Noel deixa presentes debaixo da árvore’. ‘Papai Noel é servido por elfos’. Apresentar esse mito como fato não é verdadeiro para nossos filhos”.

O pastor diferenciou as mentiras de histórias ilustrativas, como no caso das Crônicas de Nárnia, de C.S. Lewis, ou das parábolas de Jesus. “As crianças devem saber que são inventadas e devem saber por que os pais contam histórias inventadas às crianças”, disse Piper. “Eu acho que é bom contar histórias inventadas às crianças”.

A maior razão pela qual os pais devem evitar ensinar seus filhos sobre o Papai Noel, segundo o pastor, é que o conto natalino ofusca o verdadeiro significado do Natal.

“Por que um cristão, que encontrou em Jesus Cristo o maior tesouro do mundo, o comercializa por qualquer outra coisa? Por que eles, que vêem na vida, morte, ressurreição e reinado de Jesus a mais incrível história do mundo, contam outra história? Por que eles substituiriam Cristo por um mito patético e não evangélico como o Papai Noel, cuja mensagem é: ‘É melhor você ser bom e não chorar’? Eu simplesmente não consigo entender”, observou.

O pastor ainda afirmou que priorizar o mito do Papai Noel sobre a história de Jesus demonstra um “fracasso” na caminhada cristã. “É um compromisso sincrético com a cultura que diz: ‘Pobre Jesus. Ele é invisível. Papai Noel não é, você pode vê-lo no shopping. O pobre Jesus não faz rondas em um trenó no céu, deixando brinquedos embaixo da árvore’”, disse Piper.

“Se Cristo não pode competir com o Papai Noel nos corações de nossos filhos, nós não conhecemos o verdadeiro Cristo”, acrescentou Piper. “Seus filhos têm espaços vazios do tamanho de Cristo em seus corações. Eles não sabem disso. Você deve mostrá-los, mas isso não pode ser feito com o Papai Noel, somente com Cristo”.

CONTEXTO DO NATAL
Segundo uma pesquisa publicada pelo Journal of Cognition and Development, em 2011, 83% das crianças de 5 anos acreditam que o Papai Noel é real. O conto é inspirado na história de São Nicolau, um monge que doou toda a sua herança para ajudar pobres e doentes. Após sua morte, narrativa sobre sua generosidade se tornou parte do feriado de Natal.

Shane Pruitt, diretor de Missões para a Convenção Batista do Sul no Texas, acredita que uma forma saudável de falar sobre o Papai Noel para as crianças é deixando claro que é apenas um conto.

“Essa opção permite que eles saibam a verdade e ainda participem da diversão. Eles não têm que ficar de fora de nenhuma atividade na escola, ainda podem tirar fotos com o Papai Noel, podem assistir aos filmes e ver as decorações sem serem confundidos”, disse Pruitt ao The Christian Post.

“Seja qual for a opção que se adapte melhor à sua família, apenas se certifique de que Jesus continua sendo o foco número um”, enfatizou. “Ensine a seus filhos que Ele é o motivo do Natal, que Jesus era o prometido Filho de Deus. Ele cresceu como homem para morrer como um homem sem pecado pela a humanidade. Ele morreu e voltou à vida três dias depois, vencendo o pecado e a morte. Ele se mostrou por 40 dias, subiu ao céu e um dia voltará para o Seu povo”.

John Piper / Extraído do site Guiame

Transcrito Por Litrazini
Graça e Paz