quarta-feira, 9 de março de 2011

Tolerância ou benevolência

Porque há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. O qual se deu a si mesmo em preço de redenção por todos (1 Timóteo).

Na era atual, a tolerância é tida como uma das mais altas virtudes. É considerada um pré requisito para a harmonia na vida em comunidade, um antídoto contra o fanatismo, preconceito e discriminação. Seu oposto, ou seja, a intolerância, certamente é a causa de muita discórdia nas famílias, na sociedade ou entre nações.

Temos de concordar em um ponto: somos propensos a sermos tolerantes em assuntos que não nos dizem respeito, mas não naquilo que nos afeta diretamente. Além disso, ninguém gosta de ser somente “tolerado”.

Preferimos ver nossas convicções e estilo de vida legitimados e aceitos.

O que a Bíblia tem a dizer sobre esse assunto?

Ela nos ordena a demonstrarmos um genuíno interesse pelo nosso próximo e a amá-lo como a nós mesmos.

Isso inclui respeitar os demais, não impor nossas opiniões e permitir que cada um tome suas próprias decisões, sem, contudo, mostrar indiferença ao que os outros pensam ou dizem.

Tal interesse sincero nos compele, como cristãos verdadeiros, a falarmos de nossa fé com o desejo de compartilhá-la com os demais.

Deus não permitiu nenhum outro plano para a salvação que não seja a confissão de pecados e a fé nEle e em Seu Filho, Jesus Cristo.

Essa é uma mensagem de máxima importância que precisamos divulgar.

E quanto a essa questão, Deus não é tolerante.

Ele ordena e devemos obedecer, para sermos salvos.

O único caminho é o Senhor Jesus Cristo. Não há outro!

Extraído Devocional Boa Semente

Por Lidiomar

Graça e Paz