sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Vitórias rejeitadas e Derrotas acolhidas.

“Na primavera, época em que os reis saíam para a guerra, Davi enviou para a batalha Joabe com seus oficiais e todo o exército de Israel; e eles derrotaram os amonitas e cercaram Rabá. Mas Davi permaneceu em Jerusalém. [...] Quando a mulher de Urias soube que o seu marido havia morrido, ela chorou por ele. Passado o luto, Davi mandou que a trouxessem para o palácio; ela se tornou sua mulher e teve um filho dele. Mas o que Davi fez desagradou ao Senhor. (II Samuel 11.1-27)

Ii Samuel 11 relata o pecado de adultério de Davi com Bateseba e o assassinato de Urias. Tomamos II Samuel como texto básico para a matéria de hoje, pois, o que Davi fez desagradou ao Senhor

I – HÁ TEMPO PARA TODAS AS COISAS NA NOSSA VIDA; QUANDO CHEGA O TEMPO DE IR À GUERRA, SE VOCÊ NÃO SAIR, JÁ PERDEU A BATALHA. V.1-5. (Davi deixou de ir á guerra e ficou no palácio)
Existem situações em nossa vida em que achamos que é melhor dár um tempo. Há momentos que baixamos a guarda e pensamos em parar, mas uma coisa aprendemos com Davi: Deus só nos dá vitória, aonde o inimigo nos dá uma guerra! Se você não for até o lugar onde a guerra está preparada, uma derrota virá onde você está parado.

II – A ENTRADA DA TUA DESGRAÇA PODE SER OS TEUS PRÓPRIOS OLHOS. V. 2. (Davi viu Bate-seba se purificando)
O ditado que diz: o que os olhos não veem o coração não sente não é mentiroso; precisamos guardar nossos olhos, pois eles podem nos iludir. Nossos olhos abrem portas que pensamos que só nos levará ao prazer e ao sucesso, mas no final, quando a anestesia acaba a dor que fica é maior do que a vantagem que levamos.

III – QUEM ESTÁ NO LUGAR ERRADO NA HORA ERRADA, JÁ ESTÁ EM DESVANTAGEM DIANTE DO INIMIGO. V. 2-4.
A nossa vida tem muitas batalhas. Batalhas espirituais, batalhas familiares, batalhas financeiras, batalhas sentimentais, batalhas nos relacionamentos, batalhas de necessidades, entre tantas outras; não podemos ignorar nenhuma das nossas batalhas, senão, teremos perdido a guerra na área que negligenciamos. Quando você está no lugar que Deus quer que você esteja, mesmo que haja muitos inimigos e mesmo que todos eles queiram ver a tua ruina, Deus já tem preparado sucesso para você. Mas quando você não está no lugar que Deus deseja, mesmo que lá não haja sequer um inimigo, você já está derrotado.

IV – O PECADO É COMO UMA AVALANCHE: COMEÇA COM UMA BOLINHA DE NEVE E ACABA COM UM GRANDE DESASTRE. V.14-17.
Todo pecado que cometemos devemos confessá-los a Deus e abandoná-los, pois o pecado é uma semente maligna; quando pecamos plantamos essa semente, mas quando confessamos arrancamos a semente que foi semeada. Igualmente todo pecado que não confessamos e nem deixamos, teremos que colher seus frutos amargos ainda que não queiramos.

V – QUANDO O HOMEM E A MULHER DE DEUS NÃO SÃO VIGILANTES, CHEGA UM MOMENTO EM QUE RECORRER AO PECADO PODE PARECER À ÚNICA SOLUÇÃO PARA ERROS COMETIDOS. V.14.

Ninguém pode limpar um chão sujo de lama com um pano cheio de lixo. Às vezes uma mulher engravida de um homem que não é seu marido e acha que abortar é a melhor solução. Mas o pecado jamais será a solução para outro pecado. O assassinato não justifica e nem resolve o problema da prostituição e do adultério. A solução para o pecado não está em outro pecado. Um pecado pode esconder outro, mas não apaga-lo!

A solução para o pecado só está em Deus. Se arrepender, confessar, deixar (Salmos 32.1-11). Não tem nenhum outro meio para arrancarmos os frutos dos nossos pecados. Jesus morreu para nos perdoar, o preço Ele pagou. Mas temos que confessar para tomar posse da sua restauração, do seu perdão e da sua vida em nós (Salmos 51.1-12,16-17).

Autoria: José Rosivaldo

Adaptado Por Litrazini


Graça e Paz