sexta-feira, 13 de junho de 2014

A IGREJA QUE É SEU CORPO

Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito (1 Co. 12:13)

O batismo no Espírito é pouco entendido. Alguns imaginam ser um tipo de benção secundária, da qual uns privilegiados participam em um tempo subsequente ao da salvação. Outros supõem que isso é uma coisa repetitiva a ser buscada pelos santos individual e coletivamente através de intensa oração. As Escrituras ensinam algo bem diferente.

O batismo do Espírito (Cristo sendo o Batizador - João 1:33) tem em vista o corpo de Cristo. Por meio dEle, os santos de Deus, embora muitos, são unidos ao Cabeça que está no céu, e uns aos outros. Isso era algo desconhecido até Cristo ser glorificado. É claro que sempre existiram pessoas piedosas. Mas não havia união como um corpo, e nem poderia existir até que a redenção fosse cumprida e Cristo subisse à destra de Deus. Este mistério estava oculto no coração de Deus, esperando o tempo determinado para ser revelado.

O propósito divino era compartilhar Seu amor com todos aqueles que cressem em Seu Filho, de maneira tão íntima que estes se tornariam o corpo do próprio Cristo aqui no mundo. Hoje o Corpo de Cristo ainda está sendo formado pela ação do Espírito Santo, que reúne os membros e co-herdeiros do Senhor que ainda faltam. Quando o número deles estiver completo, o Senhor virá buscá-los para Si mesmo.

Fazer parte desse projeto de Deus é uma honra além de qualquer compreensão!

Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio. (Ef. 2:13-14)

No novo conjunto, todas as distinções carnais entre gentios e judeus desaparecem, pois a parede de separação já foi quebrada na cruz; todos têm acesso ao Pai pelo Espírito Santo, e todas as bênçãos da Cabeça celestial são nossas, pois somos um com Ele (Efésios 2). Tudo o que Cristo é e possui está disponível para Seu Corpo.

É impossível que nós, sendo Seu corpo e nos apossando da união que temos com Cristo na glória, amemos este mundo mau e hostil. É impossível que entendendo e experimentando a verdade de ser um com Cristo vejamos a vida e as pessoas da mesma maneira. Porém, tal entendimento não pode ser obtido pelo intelecto, é algo que a fé nos revela!

A consequência imediata de tal ligação é que a forma de vivermos neste mundo muda radicalmente. A diferença entre Efésios e 1 Coríntios no que se refere à verdade do Corpo de Cristo é que o primeiro nos dá uma visão celestial, e o segundo nos dá uma visão terrena. Recebemos da Cabeça tudo o que precisamos para a edificação do Corpo, e distribuímos tais coisas para as pessoas; ao termos comunhão com o Cabeça, “todo o corpo, bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor” (Ef/ 4:16).

O invisível – nossa ligação com Cristo – se torna automaticamente visível quando manifestamos ao mundo a vida de Deus. O contrário também é verdadeiro: a falta de comunhão com a Cabeça causa toda sorte de doenças, desfiguração e fraqueza ao corpo. E isso também é visível ao mundo!

Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra. (Ap. 3:10-11)

Os capítulos iniciais de Atos dos Apóstolos são fascinantes por sua simplicidade e graça. E de tais coisas a Igreja de Cristo se afastou antes mesmo que Paulo fosse chamado ao descanso celestial. E como o declínio foi rápido depois que ele partiu! Como a verdade foi perdida quase que imediatamente. Levou algum tempo para Deus restaurá-la de forma mais abrangente aos Seus.

Muitas verdades referentes às bênçãos individuais dos crentes foram trazidas à luz no século XVI, mas pouco disso foi absorvido pela Igreja de Deus. No entanto, o Espírito Santo tem exposto a verdade diante de Seus filhos mais uma vez antes da vinda do Senhor. Ele deseja que Seus santos desfrutem de um relacionamento verdadeiro e intenso com Cristo, e que haja um andar individual e coletivo que manifestem a vida de Deus.

Alguns argumentam que é praticamente impossível viver tais princípios depois de toda a deturpação e engano que tem se infiltrado na igreja professa. Com a vasta maioria dos que se dizem cristãos, gastando as energias para edificar organizações humanas, e declarando que estão edificando a “igreja de Cristo”, o que nos resta?

Não esqueçamos que a Igreja de Deus é composta de indivíduos e cada “pedra viva” tem sua responsabilidade para com o Senhor. Cada redimido tem de trilhar seu próprio caminho com o Senhor. Somos exortados a nos revestir “do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade… porque somos membros uns dos outros” (Efésios 4:24-25).

Se cada parte do corpo andar sob a orientação do Espírito Santo, todo o corpo será edificado segundo a imagem de Cristo, para a glória de Deus!

Extraído Devocional Boa Semente

Por Litrazini


Graça e Paz