sábado, 12 de novembro de 2016

ARREPENDIMENTO E FÉ

Digo-vos que assim haverá alegria no céu por um pecador que se arrepende (Lucas 15:7).

Arrependimento para com Deus e fé no Senhor Jesus Cristo é o caminho da salvação para a humanidade (veja Atos 20:21). No evangelho de Lucas, encontramos um exemplo impressionante disso em um dos criminosos na cruz.

Dois ladrões foram crucificados ao lado do Senhor Jesus. Ambos tinham cometido crimes, foram presos e condenados à morte pela mais cruel execução que existia na época. Nesta situação, ouvimos ambos zombando. Eles, blasfemando, desafiavam o Homem pendurado entre eles (veja Mateus 27:44).

No entanto, de repente, acontece uma mudança em um deles. Ele corretamente censura seu cúmplice: “Tu nem ainda temes a Deus, estando na mesma condenação?” (Lucas 23:40). O temor de Deus era o que lhes faltava até então. Isso foi o que os levou a se perderem. Então, não deveria o temor de nosso santo Deus leva-los a se arrepender, agora que eles enfrentavam a morte?

A mudança de um deles é evidente no modo como ele fala em seguida: “E nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o que os nossos feitos mereciam”. Ele admite que eles mereciam o castigo, mas reconhece a inocência do Homem no centro. Ele está tão convencido que exclama: “Este nenhum mal fez” (veja Lucas 23:39-41). Ele certamente observou como o Senhor Jesus se comportou quando foi crucificado e como Ele orou: “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem” (Lucas 23:34).

Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá (João 11:25).

Um dos dois criminosos crucificados com Jesus admitiu a sua culpa e declarou a inocência do Senhor, que estava pendurado no centro. Agora, virou-se para Ele: “Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu Reino” (Lucas 23:42).

Como poderia ser isso? Eles estavam enfrentando uma morte agonizante, mas um dos assaltantes falou de Jesus como um Rei que ia reinar! Isso é fé verdadeira – fé nAquele que estava prestes a entregar a Sua vida pelos pecadores. “ESTE É O REI DOS JUDEUS”. – Aquilo que os outros planejaram para ser uma expressão de desprezo e incredulidade, era verdade; este criminoso foi convencido disso. Em Jesus ele reconheceu o Cristo, o Filho de Deus, para quem a cruz não podia significar o fim.

Sua fé foi expressa em confiança. Naquilo que a sua vida pecaminosa dizia respeito, ele agora tinha paz, tendo confessado sua culpa. “Lembra-te de mim”, foi o seu único rogo. Tudo mais ele deixou para o Senhor Jesus.

Quão tocante é a resposta do Redentor à sua fé: “Hoje estarás comigo no Paraíso” (Lucas 23:43). O Senhor Jesus não iria se lembrar desse homem numa época indefinida no futuro; naquele mesmo dia sua alma salva iria entrar no paraíso com Ele. A obra da redenção é perfeita, de modo que até o grande fardo de culpa de um criminoso pode ser apagado, mediante a fé no Redentor para a salvação eterna.

Extraído do Devocional Boa Semente

Por Litrazini

Graça e Paz