quinta-feira, 23 de novembro de 2017

À ESPERA DO AMANHECER

Espero pelo Senhor mais do que as sentinelas pela manhã! (Sl 130.6.)

Quando o sol se punha no horizonte, a sentinela assumiu o seu lugar na torre de vigia.

Vieram a primeira vigília (das seis às nove horas) e a segunda vigília (das nove horas à meia-noite).

Lá estava a sentinela alerta, olhando de um lado e de outro, vigiando a propriedade de seu senhor.

Depois veio a terceira vigília (da meia-noite às três da madrugada).

O sono começou a apertar e tornou-se difícil manter os olhos abertos.

Ainda havia mais uma vigília (das três da madrugada às seis horas da manhã) antes de o sol aparecer do lado oposto do horizonte. E a sentinela passou a aguardar ansiosamente o amanhecer.

Até que a aurora rompeu e o guarda pôde deixar o seu posto e ir para casa.

O salmista vale-se desse exemplo para confessar: “Espero pelo Senhor mais do que as sentinelas esperam pela manhã” (Sl 130.6). Ele não diz: “Espero pelo Senhor como as sentinelas esperam pela manhã”.

O anseio do salmista pelo Senhor é maior do que o anseio da sentinela pelo amanhecer.

Esse anseio pelo Senhor é tão natural quanto a sede e a fome.

É uma bênção porque provoca o contrário da apatia religiosa, que é a maior de todas as desgraças humanas.

A força desse anseio pelo Senhor arranca o pecador da anorexia espiritual e da inércia, e leva-o ao encontro de Deus.

O salmista já havia expressado esse apego interior ao Senhor: “Como a corça anseia por águas correntes, a minha alma anseia por ti, ó Deus” (Sl 42.1).

Embora tamanha espera por Deus possa ser satisfeita aqui e agora, a alma anseia teimosamente por uma aurora muito mais gloriosa, aquela que virá depois da presente noite, que “está quase acabando”, e que antecede o retorno do Senhor (Rm 13.12)!

Retirado de Refeições Diárias com o Sabor dos Salmos. Editora Ultimato.

Por Litrazini

Graça e Paz

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

O ANSEIO FURIOSO

A palavra “furioso” soa um pouco forte jogada no meio dessa frase... Mas, primeiro, ela não está jogada, está propositalmente encaixada; e, segundo, a intenção é trazer a força da palavra, no entanto o sentido talvez seja diferente do que você tenha pensado. Essa fúria ansiosa, essa fúria incontrolável é o amor de Deus. E em certo ponto ele compara o amor de Deus a um furacão!

Nossa, um furacão? Sim, você leu certo! E talvez a gente pense: um furacão, algo arrasador que passa buscando algo e leva tudo sem deixar nada para trás, apenas sendo furioso e imparável. Porém quando pensamos nisso relacionado ao amor de Deus, a imagem que me vem é de um Deus vindo sem receio, sem hesitação, sem meias palavras, sem medo, Ele vem por mim, pra mim, Ele me quer, ardentemente.

Pode até soar um pouco romântico, mas como descrever o amor de Deus?
O vocabulário da língua portuguesa é rico e extenso, se comparado a tantos outros, contudo em matéria do amor de Deus, sempre irão faltar sig.nificados, explicações, a completude da palavra nos vai escapando pelos dedos das mãos e não alcançamos a plenitude de sentido!

Uma relação de amor consiste em termos outro ser para amar! Deus nos cria, nos cria para nos amar e para ser amado, Ele cria essa incrível relação de amor com o ser humano que foi projetado por Ele próprio. Pense na maravilha dessa realidade.

Deus esculpiu você, Ele pensou em cada detalhe que te compõe; hoje, somos um reflexo do pecado e obviamente temos defeitos, mas ainda assim, pense nos seus dons, no que você é capaz de fazer, nas suas habilidades, na complexidade do seu corpo e organismo, pense em como pensar, como se forma seu pensamento? Isso até os estudiosos têm dificuldade de dizer!

Esse Deus te amou tanto que quando nós escolhemos ser maus, Ele nos oferece seu amor incondicional! Ele cria um plano, envia seu único Filho para pagar pelos nossos erros, pagar com sua própria vida. Pai e Filho são um e, portanto, pense, Deus envia seu Filho, mas é Deus que também se doa no nosso lugar!

Você consegue medir esse amor? Consegue descrever esse amor? Consegue encontrar todo o sentido dele? Bom, eu continuo com dificuldade...

O amor de Deus é essa fúria magnífica, querendo se conectar com você, querendo criar um relacionamento com você! “Eis que estou à porta e bato” (Apocalipse 3:20), vamos abrir? Deus me ama, furiosamente, Deus te ama, furiosamente! Deus quer você, Ele quer restaurar sua vida. E não importa o que a gente tem passado, passou ou ainda vai passar aqui na Terra, Ele chora com você, Ele sente sua dor, Ele te ama em toda e qualquer circunstância. Nunca estamos sozinhos, nunca...

E eu tenho uma notícia maravilhosa, a não ser que você rejeite esse amor, esse amor é seu, esse amor te alcança, te envolve e te abraça, “Pois estou convencido de que nem morte nem vida, nem anjos nem demônios, nem o presente nem o futuro, nem quaisquer poderes, nem altura nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.” (Romanos 8:38-39)

Mariana Mendes

Por Litrazini

Graça e Paz

terça-feira, 21 de novembro de 2017

A LEI DE PLANTAR E COLHER

Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna. Gl 6:7,8 - Gn 1:11 - Gn 8:22

ESTA LEI OPERA POSITIVA E NEGATIVAMENTE:
1. Se plantarmos coisas boas colheremos coisas boas;

2. Se plantarmos coisas ruins colheremos coisas ruins;

3. Nós estamos plantando em todo tempo;

4. Tudo o que nós fazemos são sementes;
a. Palavra; Pensamentos; Dinheiro; Atitudes.

5. Iremos colher de acordo com o que plantarmos;

6. Tudo começa com uma semente.

SEMEANDO PARA O MAL
"...o que semeia da carne, da carne colherá a corrupção..."

Plantando para o pecado;

Atitudes de derrota, sementes de medo;

Semeando palavras negativas na mente de seus filhos, ou cônjuges.
Seu filho é uma tela em branco. Você é que faz a pintura!
Seu esposo ou sua esposa é uma tela já pintada.
a. Você é responsável para APAGAR algumas coisas que lá estão e escrever outras em cima.

Muitas pessoas sonham em ter um lar feliz, mas em todo tempo estão semeando amargura, grosserias, ofensas, etc.. Estão semeando o fracasso em seu casamento.
Jó 4:8 "...Os que lavram a iniqüidade e semeiam o mal, isso mesmo colhem..."
Os 8:7 "...Semeia ventos, colhem tormentas..."
Pv 22:8 "...O que semeia a perversidade colhe males..."

SEMEANDO NO ESPÍRITO
"...O que semeia no Espírito, do Espírito colherá a vida eterna..."

SEMEANDO EM NOSSO LAR;
1. Quando plantamos atitudes de compreensão, amor, perdão e bondade, Deus é quem se responsabiliza em dar a colheita.
2. Para você plantar algo em seu marido/esposa pode parecer difícil. Mas OLHE PARA A RECOMPENSA: Você certamente colherá.

SEMEANDO PARA O NOSSO MINISTÉRIO;
1. Consagração, Jejum, oração, tempo com a Palavra, e obediência irrestrita a Deus, SÃO SEMENTES que podemos plantar em nossos ministérios;
2. Não se recebe unção, dons espirituais e revelação da Palavra sem isso!
3. Envolver-se com a obra e com o povo de Deus é também uma semente para colher aceitação ao teu ministério.
a. Há daqueles que querem crescer no ministério, mas não se envolvem com a obra de Deus. Se esquecem que o que abre um ministério é a aceitação (Mt 10:40-44). Os tais colhem o isolamento, e depois culpam os outros.

SEMEANDO PARA A VIDA FINANCEIRA;
1. Deus quer que sejamos prósperos;
2. Mas isto não se opera automaticamente. (Por exemplo: a Salvação);
3. É preciso seguir as leis da prosperidade.
a. Muitos, quando têm um pouquinho de dinheiro na mão, usam tudo;
b. Aprenda esta lição: NÃO COMA SUAS SEMENTES! I Re 17:8-16;

CONSELHOS
A. Plante num bom solo ! (Mc 4:1-20)
B. Entre o semear e colher haverá muitas coisas que poderão destruir a colheita.
C. Persevere plantando coisas boas mesmo nos momentos mais difíceis. Não desista!
D. "...Quem sai andando e chorando enquanto semeia, voltará com júbilo, trazendo os seus feixes..." (Sl 126:6)
E. "...Ora, aquele que dá semente ao que semeia, e pão para o alimento, também multiplicará a vossa sementeira, e aumentará os frutos da vossa justiça..."

Anésio Rodrigues

Por Litrazini

Graça e Paz

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

BÍBLIA PERDIDA NA CASA DO SENHOR

“Então disse o sumo sacerdote Hilquias ao escrivão Safã: Achei o livro da lei na casa do Senhor. E Hilquias deu o livro a Safã, e ele o leu.Então o escrivão Safã veio ter com o rei e, dando-lhe conta...” II Reis 22.8-10. Em II Reis 22:8-10, lemos o relato de algo que nunca poderia ter acontecido no meio do povo de Deus.
a) A Escritura Sagrada havia sido desprezada e os governantes faziam o que lhes dava na cabeça.
b) O povo se comportava como determinavam os seus líderes.
Uma Bíblia perdida na casa do Senhor tinha algumas implicações sérias na vida do povo Judeu

ERA SINAL DE QUE NÃO ESTAVA SENDO LIDA E REFLETIDA PELO POVO DAQUELA E DAS GERAÇÕES ANTERIORES
Toda vez que a Igreja ou uma pessoa deixa de lado as Sagradas Escrituras as conseqüências mais dolorosas acontecem.

Lutero encontrou a Bíblia abandonada numa Biblioteca.

A Bíblia, hoje, tem estado perdida na vida de muitas pessoas que a têm apenas como enfeite de estantes. Por isso vemos a tão baixa qualidade de crentes por causa do pequeno número de pessoas que a lêem, estudam e nela meditam.

ERA SINAL DE QUE A VERDADEIRA ADORAÇÃO HAVIA DADO LUGAR A OUTROS DEUSES EM LUGAR DO DEUS VIVO
Naquele tempo, quando o livro da Lei estava perdido na Casa do Senhor, em Jerusalém, o Culto ao Deus vivo havia substituído pelo culto a Baal, Astarote, a rainha dos céus, Milcom-Moloque e tantos deuses da terra.

Basta lermos o livro de Reis e vermos esta situação caótica. As pessoas sacrificavam seus filhos jogando criancinhas inocentes na boca de Moloque que era uma estátua de bronze, oca e cheia de fogo.

Havia pompa na liturgia do culto em Jerusalém: coral de levitas, tamboris, pandeiros, címbalos, etc., mas pouca leitura, ou melhor, nenhuma leitura, nenhum estudo, nenhuma meditação em torno da Palavra de Deus.

As grandes heresias do presente século. As formas litúrgicas e de forma até sensual que vemos em nossos dias; o modo de se falar da Fé Cristã, dos Atributos do Deus Eterno; da exposição da Sã Doutrina são reflexos da maneira como as pessoas estão se dirigindo à nossa "infalível regra de fé e prática".

A RECUPERAÇÀO DA PALAVRA DE DEUS DEU ORIGEM A UM GLORIOSO REAVIVAMENTO.
1. Depois que Josias tomou conhecimento do que Deus determinava em Sua Palavra fez uma devassa enorme:
Derribou os postes-ídolos, tirou fora as estátuas dos deuses de outros povos.
Acabou com os prostitutos cultuais.
Matou os falsos sacerdotes,
Eliminou o espiritismo exercido por médiuns, adivinhadores e similares.

2. E acima de tudo, restaurou e celebrou a Páscoa do Senhor o maravilhoso símbolo da aliança do Povo de Israel.

O que você tem colocado no lugar do Deus vivo? Onde está a tua Bíblia: numa prateleira ou no seu coração?

Transcrito Por Litrazini

Graça e Paz

domingo, 19 de novembro de 2017

A CALÚNIA

A calúnia, a mentira e o aparentado boato (que se propaga com rapidez incrível na tarefa de denegrir o caráter das pessoas) contam-se entre os defeitos humanos que mais contribuem para humilhar as vítimas indefesas e corromper quem se vale desses processos vis.

O engano, a meia-verdade, o juízo temerário e a hipocrisia caracterizam o indivíduo mal formado, o qual sente um prazer mórbido em atirar lama para cima do semelhante, ofendendo a sua honra.

A Bíblia Sagrada admoesta a não falarmos mal uns dos outros. Tiago 4:11, 12: “Irmãos, não faleis mal uns dos outros. Quem fala mal de um irmão, e julga o seu irmão, fala mal da lei, e julga a lei; e, se tu julgas a lei, já não és observador da lei, mas juiz. Há um só legislador e um juiz que pode salvar e destruir. Tu, porém, quem és, que julgas a outrem?”

O apóstolo Paulo chega mesmo a dizer: “Se vós, porém, vos mordeis e devorais uns aos outros, vede não vos consumais também uns aos outros” (Gl 5:15).

Como é possível que cristãos murmuradores e maledicentes desprezem o ensino claro dos textos bíblicos acima, e de muitos outros que poderiam ser referidos. Será que de cristãos têm apenas o nome? É que juízo infundado, difamação e outras formas de se prejudicar o semelhante são ações detestáveis.

Carlos e João Wesley (a quem Deus usou poderosamente no avivamento espiritual ocorrido no século 18 na Grã-Bretanha) comprometeram-se a observar as seguintes regras, a fim de se manterem alheios a toda a maledicência:

1 – Não falaremos mal uns dos outros.
2 – Se ouvirmos falar mal de alguém, não acreditaremos facilmente.
3 – Logo que for possível falaremos sobre o assunto com a pessoa visada.
4 – Antes de fazermos isso não divulgaremos o mal, nem por escrito, nem oralmente.
5 – Após havermos falado com a pessoa em causa, não falaremos do assunto com alguém.
6 – Não abriremos qualquer exceção a estas regras, salvo se a Palavra de Deus e a nossa consciência a isso nos obrigarem.”

Aí está uma ótima receita espiritual para os indivíduos dominados pelo vício da malícia e da hipocrisia.

Vamos deixar de ver cisco na vista de outrem, ignorando a trave nos nossos próprios olhos? Vamos desabituar-nos de “coar mosquitos e engolir camelos,” como no-lo adverte nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo? Vamos deixar de ofender a reputação ou a dignidade das pessoas? Vamos erguer o caído em lugar de enterrá-lo ainda mais? Vamos opor-nos à disseminação de boatos, de atoardas, de afirmações sem qualquer fundamento?

Vamos ser cristãos a sério?

Transcrito Por Litrazini

Graça e Paz

sábado, 18 de novembro de 2017

BÍBLIA!!! BÍBLIA???

Eu, a Bíblia, estou em suas mãos. Quero ser uma bênção para você.

Então atente para as verdades que lhe digo e para os conselhos que lhe dou ao pórtico de qualquer leitura de minhas páginas:

1.sou o Livro dos Livros Nenhuma criação ou obra humana se sobrepõe a mim, porque sou a Palavra inspirada do Senhor (II Tim. 3:16);

2.não sou livro de ciências, embora a elas faça algumas referências: sou o livro do coração de Deus para o seu coração carente de alimento espiritual. (Sl. 42:1-2);

3.apresento cenas, painéis, histórias, provérbios, poesias, lutas de reis, fatos sociais vulgares, intrigas palacianas, atitudes nobres, procedimentos vis, fracassos e vitórias de grandes personalidades, santos e ímpios e, faço-o com inteira imparcialidade. Sou a verdade (João 17:17);

4.entro em aposentos de reis e príncipes, em casebres paupérrimos, em escritórios de sábios e de inteligências menos aquinhoadas, para lhes anunciar o maior amor, o amor de Deus em Cristo Jesus. Sou o livro mais popular do mundo (Is 11:9)

5.vivo na mente e no coração de milhões de criaturas. Se eu desaparecesse da face da Terra agora, grande parte do que tenho e sou seria reconstituída por leitores meus e crentes piedosos que não se envergonha de mim (Rm 1:16);

6.desejo ser pão para a sua fome da verdade (João 6), água para a sua sede de Justiça (Atos 17:3), bálsamo para as suas angústias e sofrimentos morais (Mt 11:28), bússola para todas as suas peregrinações neste mundo (Sl 119:19);

7.por mim aprenderá que há um Deus só, um Mediador entre o Pai e você (I Tm 2:5), um Mestre e Senhor (João 13:13) - JESUS. Esperança nossa (I Pe 1:3). Amigo sem par (João 13:1);

8.Moisés teve de tirar as sandálias dos pés para pisar a terra santa (Ex 3:5). Descalçar as sandálias da vaidade humana, porque vai meditar na Catedral do Espírito. Em mim fala o Senhor (1:2);

9.não me manuseie com altivez acadêmica, mas com humildade, com o santo propósito de ouvir a mensagem de Cristo, a luz do Mundo (João 8:12). Diga como o jovem Samuel: - "Fala, Senhor, porque o teu servo ouve".(I Sm3:5,10.

10.com oração e sossego, com amor e fé, com singeleza de coração, aproxime-se de mim e o Deus da verdadeira Paz será com você eternamente (Fil 4:9).

CREIA EM DEUS E DÊ HONRAS AO TEU FILHO.

Transcrito Por Litrazini
Graça e Paz


sexta-feira, 17 de novembro de 2017

SENHOR ENSINA-NOS A ORAR

Um dia Jesus estava em Betânia, na casa de três jovens muito amigos d'Ele: Lázaro, Marta e Maria. O papo devia estar gostoso, as companhias eram agradáveis, os discípulos se deliciavam com os ensinamento do mestre. Mas, de repente, Ele se retirou para estar a só com o Pai.

Observamos nessa passagem que Jesus tinha uma vida de oração. Ele orava porque não queria lançar mão de sua divindade para realizar Sua obras. Preferia buscar a Deus e orar, para que Deus O usasse em sua própria humanidade para nos dar exemplo.

A vida de oração chamava a atenção das pessoas. Depois que o Senhor acabou seu momento de devoção particular, naquele dia em Betânia, um dos discípulos lhe suplicou: "Senhor ensina-nos a orar, como também João ensinou aos seus discípulos" (Lc 11.1b).

E Jesus sempre está disposto a ensinar, pois ele mesmo declarou: "Aprendei de mim que sou manso e humilde de coração" (Mt 11.29). Ele desenvolveu um método simples e eficaz de vida de oração, a partir do qual quer nos ensinar a orar.

PRIVILEGIANDO A INTIMIDADE COM DEUS
Jesus nos ensina que precisamos dar exclusividade aos momentos de oração e ficarmos a sós com o Pai. Ele determinou: "Mas tu, quando orares, entra no teu quarto e, fechando a porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará".

O mestre nos educa mostrando que mesmo as atividade da obra de Deus não podem atrapalhar nossa vida de oração: "Logo em seguida obrigou os seus discípulos a entrar no barco, e passar adiante d'Ele para o outro lado, enquanto Ele despedia as multidões. Tendo-as despedido, subiu ao monte para orar à parte. Ao anoitecer, estava ali sozinho" (Mt 14:22, 23).

Por certo havia mais cegos, surdos, mudos, leprosos, e possessos para serem atendidos por Cristo, mas diz o texto que o Senhor obrigou os seus discípulos a pararem com os trabalhos porque Ele queria ficar sozinho com Deus no monte.

O Senhor nos mostra que não adianta muito trabalho, sem oração; muita retórica e palavras bonitas, sem oração; horas e horas de ensaio, sem oração; muito culto sem oração. É preciso ter intimidade particular nossa com Deus.

Certo pastor muito envolvido com a obra do Senhor: construções, visitas, pregações, estudos bíblicos, conferências, aconselhamentos, resolução de problemas no ministério. Só tinha tempo para a obra de Deus; obra de Deus; obra de Deus; obra de Deus; obra de Deus. E não tinha tempo para o Deus da obra.

Um dia, acabou se acidentando. Foi parar no hospital. E bravo, lá, questionou Deus do porquê daquela luta, já que ele estava tão envolvido com a obra de Deus. Deus lhe respondeu, quando ele passou a orar: "Quero você envolvido primeiro Comigo para depois envolver-se com a Minha obra".

Não vamos esperar vir a luta para procuramos ter intimidade com Deus!

Transcrito Por Litrazini

Graça e Paz

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

DEUS QUER O SEU CORAÇÃO

Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3.16)

A QUEM DEUS DÁ SEU FILHO AMADO?
Deus o dá ao mundo – a multidão perdida que nunca o mereceu.

Eles esperavam continuar perdidos e condenados sem Deus. Deus deu seu Filho para os perdidos para que eles pudessem ser salvos.

ENTÃO O QUE VOCÊ DEVE FAZER, EM TROCA, A ESSE DEUS AMOROSO?
Nada! Não vá a peregrinações. Não faça essa ou aquela boa obra. Em vez disso, simplesmente creia só em Cristo. Então você será capaz de se desfazer da sua velha natureza e de se apegar a ele. A sua fé, é claro, deverá produzir boas obras.

Você não pode segurar essa dádiva – o Filho de Deus – com suas mãos.
O Filho de Deus não pode ser contido em um vaso. Ele é compreendido apenas com o coração e pela fé. Quando essa dádiva vem ao seu coração, quando você crê em Cristo com todo o seu coração, você passa a não ser mais a mesma pessoa.

Ainda que você seja um ladrão, um adúltero ou um assassino, você se torna uma nova pessoa, pois passa a ter a Luz em seu coração.

O que o Senhor Jesus deseja em primeiro lugar e principalmente é o seu coração – um coração que creia somente nele.

Deus quer o seu melhor, não a sua boca ou a sua mão, mas o seu coração. Ele quer que você seja justo em seu interior.

Quando você crê em Cristo, o seu coração se torna limpo.

Pedro diz que a fé purifica o coração (At 15.9). Essa mesma fé não permite que você seja arrogante ou orgulhoso. Pois, quando o coração é purificado, as mãos, os olhos, os pés e todos os outros membros também são. Você passará a agir de maneira diferente.

A fé não permitirá mais que você seja um transgressor, fornicador ou adúltero. Assim, toda a sua vida refletirá o que está em seu coração. 

Retirado de Somente a Fé – Um ano com Lutero. Editora Ultimato.

Por Litrazini

Graça e Paz

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

AS EVIDÊNCIAS DE UM ENCONTRO SALVADOR COM JESUS

Quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, pois me convém ficar hoje em tua casa. Ele desceu a toda a pressa e o recebeu com alegria. Todos os que viram isto murmuravam, dizendo que ele se hospedara com homem pecador. Entrementes, Zaqueu se levantou e disse ao Senhor: Senhor, resolvo dar aos pobres a metade dos meus bens; e, se nalguma coisa tenho defraudado alguém, restituo quatro vezes mais. (Lc.19.5-8)

1. PRONTIDÃO PARA OBEDECER O CHAMADO DE CRISTO– V. 6
Zaqueu desceu depressa. Ele obedeceu sem questionar e sem adiar. Ele recebeu Jesus em sua casa e em seu coração. Ele abriu o seu coração e o seu lar para Jesus. Ele levou Jesus para dentro da sua casa. Ele abriu sua vida, seu coração, sua consciência, seu cofre E deixou que Jesus entrasse em cada área da sua vida.

2. ALEGRIA EM RECEBER A CRISTO – V. 6
Jesus quer lhe dar a vida eterna. Ele veio para lhe salvar. Ele veio para perdoar os seus pecados. Para libertar você das algemas eternas. Para limpar o seu coração. Para fazer de você uma nova criatura. Ele veio para que você pudesse ter vida abundante, maiúscula, eterna.

3. CORAÇÃO ABERTO PARA AMAR E SOCORRER OS NECESSITADOS – V. 8
Zaqueu demonstrou profunda mudança em sua vida. Jesus transformou seu coração, sua vida, seu caráter e seu bolso.

O primeiro sinal de conversão na vida de Zaqueu foi o amor, a generosidade, a disposição da dar. “Eu resolvo dar”. Até então sua vida era marcada pelo receber e tomar o que era dos outros. Ele que sempre tomou, agora quer dar. O eixo da sua vida mudou. Ele que queria sempre levar vantagem em tudo, quer ajudar. Ele que sempre pensava em si mesmo, agora pensa nos outros. Agora não é a ganância, mas o amor que governa a sua vida.

Zaqueu não dá para ganhar a salvação. Ele dá porque recebeu a salvação.

4. PRONTIDÃO PARA CORRIGIR AS FALTAS DO PASSADO – V. 8
Zaqueu desviou muita coisa de gente inocente. Pisou nos menos favorecidos. Ganhou muita propina por cambalachos que fazia para os ricos. Um dia, porém, sua consciência transbordou e ele não aguentou mais. Ao encontrar-se com Jesus, ele se dispôs a corrigir as faltas do seu passado.

O caráter de Zaqueu é curado por Cristo. Ele abandona a mentira, a esperteza comercial, as vantagens fáceis do enriquecimento ilícito. Ele agora quer andar na luz.

Não há salvação sem abandono do pecado. “O que encobre as suas transgressões jamais prosperará, mas aquele que as confessa e deixa, alcançará misericórdia” (Pv 28:13).

Transcrito Por Litrazini

Graça e Paz

terça-feira, 14 de novembro de 2017

A CONDENAÇÃO ETERNA DOS IMORAIS

Não sabeis que os injustos não hão de herdar o Reino de Deus? Não erreis: nem os DEVASSOS [sem valores morais, libertino], nem os IDÓLATRAS, nem os ADÚLTEROS, nem os EFEMINADOS [homossexuais passivos], nem os SODOMITAS [homossexuais ativos], nem os AVARENTOS [apego sórdido ao dinheiro], nem os BÊBADOS, nem os MALDIZENTES [difamador, caluniador], nem os ROUBADORES herdarão o Reino de Deus (1 Co 6.9-10).

Porque, se Deus não perdoou aos anjos que pecaram, mas, havendo-os lançado no inferno, os entregou às cadeias da escuridão, ficando reservados para o Juízo; e não perdoou ao mundo antigo, mas guardou a Noé, pregoeiro da justiça, com mais sete pessoas, ao trazer o dilúvio sobre o mundo dos ímpios; e condenou à subversão [destruição] as cidades de Sodoma e Gomorra, reduzindo-as a cinza e pondo-as para exemplo aos que vivessem impiamente [incrédulo, sem temor a Deus]; e livrou o justo Ló, enfadado da vida dissoluta dos homens abomináveis.

Assim, sabe o Senhor livra. Atrevidos, obstinados, não receiam blasfemar das autoridades.

Como animais irracionais, que seguem a natureza, feitos para serem presos e mortos, blasfemando do que não entendem, perecerão na sua corrupção, recebendo o galardão da injustiça; pois que tais homens têm prazer nos deleites cotidianos; nódoas são eles e máculas, deleitando-se em seus enganos, quando se banqueteiam convosco; tendo os olhos cheios de adultério e não cessando de pecar, engodando as almas inconstantes, tendo o coração exercitado na avareza, filhos de maldição…

Estes são fontes sem água, nuvens levadas pela força do vento, para os quais a escuridão das trevas eternamente se reserva (2 Pe 2.4-17).

Os imorais, que lutam por sodomizar nossos meninos e meninas; por desconstruir a família, tal como instituída por Deus; que, cheios de lascívia, não se envergonham de suas práticas imorais e insistem em apresentá-las ao vivo e em cores; que debocham das coisas santas; que não respeitam nem a inocência das nossas crianças;

Esses devassos possuem um lugar reservado na eternidade: a escuridão das trevas, isto é, o inferno, onde haverá choro e ranger de dentes.

Pr. Airton Evangelista da Costa

Por Litrazini

Graça e Paz

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

MANDAMENTOS DE CRISTO PARA SUA IGREJA

IDE, FAZEI DISCÍPULOS
Quando Jesus deu esta ordem eles estavam em Jerusalém, porém Ele disse vocês serão minhas testemunhas, mas não somente em Jerusalém, mas também em toda Judéia e Samaria e até os confins da terra.

A igreja existe para comunicar a Palavra de Deus, nada pode trazer mais alegria para o cristão do que comunicar a Palavra.

A nós foi dado o evangelho da vida eterna para ser propagado.

ENSINAR ESSES DISCÍPULOS
A orientação de Jesus para sua igreja é de que ela deve ensinar a palavra de Deus para as pessoas, e isso vai trazer amadurecimento, vai trazer crescimento.

Muitas pessoas não sabem nada sobre Deus, sua Palavra, sua vontade; é responsabilidade nossa a de ensinar.

Muitas pessoas tem tomado decisões erradas pelo simples fato de não saberem o que a palavra de Deus diz sobre o assunto, e é responsabilidade da igreja ensinar.

Veja como procediam as igrejas do Novo Testamento (Atos 9:31).
Edificando-se, esta palavra não se refere a edifícios, a prédios, mas sim ao crescimento das pessoas, as pessoas tinham paz porque aprenderam a confiar em Deus.

A igreja estava ensinando as pessoas a andarem no temor do Senhor com respeito, reverência, confiança, obediência

A igreja estava ensinando os discípulos que o Espírito de Deus é o único que pode nos consolar, nos confortar e nos dirigir.

BATIZAR OS DISCÍPULOS
Para a igreja foi dito por Jesus que saíssem anunciando as boas notícias do Evangelho, que Cristo morreu numa cruz em nosso benefício, que a entrada no céu é um presente gratuito de Deus, oferecido a qualquer pessoa.

A igreja também ensinava que os discípulos deveriam ser batizados em obediência ao seu Salvador. (Mat. 28:19)

Nós vamos observar agora que aquelas igrejas cresciam em número, ou seja quando a igreja está indo, discipulando, o resultado será que ela vai crescer em quantidade.

Transcrito Por Litrazini

Graça e Paz

domingo, 12 de novembro de 2017

DEUS NOS ENSINA COMO PERDOAR AS OFENSAS

Antes sede bondosos uns para com os outros, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo. (Ef.4.32)

Suportando-vos e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como o Senhor vos perdoou, assim fazei vós também. (Cl.3.13)

Antes do apóstolo Paulo mencionar e ensinar a necessidade de perdoarmos mutuamente as ofensas o Senhor Jesus já havia deixado bem claro que esta é uma característica do cristão verdadeiro. Desse modo, o "pão nosso de cada dia" deseja que você pense neste dia sobre a necessidade e o dever que temos de perdoar aqueles que nos ofendem e assim, caso seja necessário, coloque em prática esta marca do caráter do cristão.

Ao ensinar como devemos orar (Mateus 6.5-15 – “... E, quando orardes, não sejais como os hipócritas; pois gostam de orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa. Mas tu, quando orares, entra no teu quarto e, fechando a porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará. E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios; porque pensam que pelo seu muito falar serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes...)

Jesus declara que não temos direito de pedir perdão a Deus se não estamos dispostos a perdoar os que nos ofendem.

Você perdoa facilmente os que te ofendem ou magoam?
É necessário encararmos de frente, e com toda sinceridade, todos os ressentimentos que estivermos abrigando contra alguém. O que desejo mostrar é que o perdão vertical (no relacionamento com Deus) só poderá ser alcançado se praticarmos o perdão horizontal (no relacionamento com o homem). Isto não pode ser esquecido.

E para que estejamos motivados a perdoar basta que meditemos sobre como Deus nos perdoa e a medida em que pudermos enxergar o perdão divino a nós dirigido, também teremos capacidade para perdoar os outros. Não podemos inverter a ordem das coisas pensando que o perdão ao semelhante é a base para o perdão divino.

A ação humana de perdoar não dirige a ação divina de perdoar. Por outro lado, quando não perdoamos, o que acontece em nosso relacionamento com Deus? E se Deus não perdoa alguém que não é capaz de perdoar o faz porque é justo. A dinâmica do perdoar exige capacidade de amar.

O amor sim é o que nos capacita a perdoar e nele encontramos as condições para exercer a reconciliação quando somos os ofensores e o perdão quando somos os ofendidos. A responsabilidade cristã de perdoar não está limitada por um número de vezes e o Senhor fica indignado quando nos esquecemos do perdão que Deus nos oferece e não nos dispomos a amar o semelhante através do gesto do perdão. Ele diz que seremos castigados pelo Pai celestial (Mateus 18.22-35)

Negar o perdão é uma atitude hipócrita e Deus não ouvirá a oração de um hipócrita.

Transcrito Por Litrazini

Graça e Paz