domingo, 30 de setembro de 2018

QUANDO DEUS VÊ VOCÊ


Quando o seu mundo toca o mundo de Deus, o resultado é um momento santo. Quando a maior esperança de Deus beija seu machucado terreno, esse momento é santo. Esse momento pode acontecer em um domingo durante a Comunhão ou em uma quinta-feira à noite na pista de patinação. Pode acontecer em uma catedral ou em um metrô, por um arbusto ardente ou por uma gamela. Quando e onde não importa. O que importa é que momentos santos acontecem. Diariamente. E eu gostaria de falar para você sobre o mais santo desses momentos - gostaria de falar para você sobre o momento mais santo de sua vida.

Não. Não é o seu nascimento. Não é o seu casamento. Não é o nascimento de um filho. Estou falando sobre o momento mais santo de sua vida. Esses outros momentos são especiais. Eles brilham com reverência. Mas comparados com esse momento, eles são mais ou menos tão santos quanto um soluço.

Estou falando sobre a hora sagrada. Não, não é seu batismo ou sua profissão de fé. Não é sua primeira comunhão ou sua primeira confissão ou mesmo seu primeiro encontro. Eu sei que esses momentos são preciosos e certamente sacrossantos, mas eu tenho um momento diferente em mente. Aconteceu esta manhã. Bem depois que você acordou. Bem ali na sua casa. Você o perdeu? Deixe-me recriar a cena.

O despertador toca. Sua esposa o cutuca ou seu marido a acotovela ou sua mãe ou pai o sacode. E você acorda. Você já bateu no botão de soneca três vezes; bata de novo e você estará atrasado. Você já pediu mais cinco minutos... cinco vezes diferentes; peça de novo e terá água despejada em sua cabeça.

A hora chegou. O amanhecer rompeu. Então, com um gemido e um grunhido, você arremessa as cobertas para trás, e coloca um pé quente para fora em um mundo frio. Ele é seguido por um relutante companheiro. Você se inclina para cima, senta na beirada da cama e olha fixamente para a parte de trás de suas pálpebras. Você fala para elas abrirem, mas elas se opõem. Você as separa com suas palmas e espia dentro do quarto. (O momento ainda não é santo, mas está quase lá.)

Você fica em pé. Nesse momento, tudo o que vai doer durante o curso do dia dói. É como se a pequena pessoa dentro de seu cérebro que está encarregada da dor precisasse testar os circuitos antes de você chegar no banheiro.

Com o encanto de uma elefanta grávida, você caminha em direção ao banheiro. Você deseja que haja alguma maneira de acender a luz lentamente, mas não há. Então você dá um tapa no interruptor, pisca enquanto seus olhos se acostumam, e vai até a pia do banheiro. Você está se aproximando do sagrado. Você pode não saber disso, mas você acabou de pisar em azulejo santo. Você está no interior do santuário. O arbusto ardente do seu mundo.

O momento mais santo da sua vida está prestes a acontecer. Ouça. Você ouvirá o agitar das asas dos anjos sinalizando sua chegada. Trombetas estão equilibradas nos lábios do céu. Uma nuvem de majestade rodeia seus pés descalços. Os anfitriões do céu suspendem todos os movimentos enquanto você levanta seus olhos e... (Fique pronto. Está vindo. O momento santo está perto.)

Os pratos chocam. Trombetas ecoam na sala sagrada. As crianças do céu correm através do universo espalhando pétalas de flor. As estrelas dançam. O universo aplaude. Árvores se inclinam em adoração coreografada. E bem que eles devem, porque o filho do Rei acordou.

Olhe no espelho. Observe aquele que é santo. Não se vire. A imagem da perfeição está olhando de volta para você. O momento santo chegou. Eu sei o que você está pensando. Você chama isso de "santo"? Você chama isso de "perfeito"? Você não sabe como eu fico às 6:30 da manhã.

Não, mas posso imaginar. O cabelo emaranhado. Pijamas ou camisola amassados. Os nacos de sono grudados nos cantos de seus olhos. Barriga inchada. Lábios secos. Olhos atarracados. Hálito que poderia manchar uma parede. Um rosto que poderia assustar um cachorro.

"Qualquer coisa menos santo," você diz. "Me dê uma hora e eu vou parecer santo. Me dê um pouco de café, um pouco de maquiagem. Me dê uma pasta de dente e uma escova de cabelo, e deixarei este corpo apresentável. Um pouco de perfume... um espirro de colônia. Então me leve para dentro do Santo dos Santos. Então farei o céu sorrir."

Ah, mas aqui é onde você se engana. Veja, o que faz o momento da manhã tão santo é sua honestidade. O que faz o espelho da manhã santificado é exatamente você estar vendo exatamente quem Deus vê. E quem Deus ama. Sem maquiagem. Sem camisas opressoras. Sem gravatas autoritárias. Sem sapatos combinando. Sem camadas de imagens. Sem o status de jóias. Apenas honestidade despenteada. Apenas você.

Se as pessoas o amam às 6:30 da manhã, uma coisa é certa: elas amam você. Elas não amam o título que você tem. Elas não amam seu estilo. Elas não amam suas conquistas. Elas somente amam você.
"O amor", escreveu uma alma perdoada, "cobre multidão de pecados." 11 Pedro 4:8 Soa como o amor de Deus.

"Aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados," outro escreveu.  Hebreus 10:14
Sublinhe a palavra aperfeiçoou. Note que a palavra não é melhorou. Não é aumentou. Deus não melhora; ele aperfeiçoa. Ele não realça; ele completa. O que faz a pessoa perfeita cometer uma falta? Agora percebo que há um sentido no qual somos imperfeitos. Nós ainda erramos. Nós ainda tropeçamos. Nós ainda fazemos exatamente o que não queremos fazer. E essa parte de nós, segundo o versículo, "sendo feitos santos."

Mas quando se trata da nossa posição diante de Deus, somos perfeitos. Quando Ele vê cada um de nós, Ele vê aquele que foi aperfeiçoado através dAquele que é perfeito – Jesus Cristo. "Todos quantos fostes batizados em Cristo de Cristo vos revestistes.". Gálatas 3:27

Esta manhã eu "coloquei" roupas para esconder as imperfeições que eu não queria mostrar. Quando você me vê, totalmente vestido, você não pode ver minhas pintas, cicatrizes ou machucados. Eles estão escondidos.

Quando escolhemos ser batizados, por estilo de vida tanto quanto por símbolo, em Cristo, a mesma proteção acontece. Nossos pecados e falhas ficam perdidos abaixo do puro esplendor de Sua proteção. "Porque morrestes, e a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus."  Colossenses 3:3 Por favor, não perca o impacto deste versículo. Quando Deus nos vê, Ele também vê Cristo. Ele vê perfeição! Não perfeição ganha por nós, tenha isso em mente, mas perfeição paga por Ele.

Reflita nestas palavras por um momento: "Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus." 2 Coríntios 5:21. Agora leia estas palavras em outra tradução: "Porque Deus fez Cristo, que não conhecia o pecado, realmente ser pecado por nós, para que em Cristo fôssemos feitos bons pela bondade de Deus."

Note as últimas quatro palavras: "pela bondade de Deus." A bondade de Deus é a sua bondade. Você é a absoluta perfeição. Impecável. Sem defeitos ou erros. Limpo. Sem igual. Inculpável. Primeira classe. Puro. Perfeição imerecida porém completa.

É sem surpresa que o céu aplaude quando você acorda. Uma obra-prima se mexeu. "Shh," sussurram as estrelas, "olhe a maravilha daquela criança." "Meu!" os anjos suspiram, "que prodígio Deus criou."

O que você vê no espelho como um desastre da manhã é, na verdade, um milagre da manhã. A santidade em um roupão. Vá adiante e se vista. Vá adiante e coloque os anéis, faça a barba, penteie o cabelo, e cubra as pintas. Faça isso por você. Faça isso pela sua imagem. Faça isso para manter seu trabalho. Faça isso pelo bem daqueles que precisam sentar ao seu lado. Mas não faça isso para Deus.

Ele já o viu como você realmente é. E em seu livro, você é perfeito.

Autoria: Max Lucado

Por Litrazini
Graça e Paz