terça-feira, 3 de novembro de 2020

DEUS SEMPRE ANIMA SEU POVO PARA A GUERRA

Na arte de guerra divina Deus ensina que é contra o desânimo, e sempre incentiva seu povo a seguir adiante.

Ele encoraja seus fi­lhos à vitória, qualquer que seja a circunstância, a menos que haja desobediência entre o seu povo e este não esteja preparado para a guerra. Alguns exemplos:

A Moisés na hora do maior aperto, Deus o anima, dizendo: "Por que clamas a mim? dize aos filhos de Israel que marchem" (Ex 14.15).

Depois da morte de Moisés, Deus chama a Josué e o anima a entrar na terra com o povo. É o que se vê no primeiro capítulo de Josué várias vezes: "Dispõe-te, agora. Ninguém te poderá resistir todos os dias da tua vida, como fui com Moisés assim serei contigo: não te deixarei nem te desampararei. Sê forte e corajoso ...tão somente sê forte e corajoso. Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas nem te espantes..." (Js 1.2,5.6,7,9).

A Gideão que, escondido e com medo dos midianitas malhava o trigo Deus o anima, dizendo: "O Senhor é contigo, homem valente" (Jz 6.12).

Gideão não era tão valente assim, porque várias vezes pede sinais a Deus antes de seguir adiante, mas o ânimo divino o impulsionou para a guerra.

Isaias fala da parte de Deus dizendo ao povo: "Porque eu, o Senhor teu Deus, te tomo pela tua mão direita, e te digo: não temas que eu te ajudo. Não temas ó vermezinho de Jacó, povozinho de Israel; eu te ajudo, diz o Se­nhor..." (Is 41.13,14). 

Os registros do Antigo Testamento mostram que os profetas, apesar das dificuldades se mostravam otimistas animados por Deus.

Pode-se ver isto nos profetas Zacarias e Ageu, em textos como: "Não por força nem por poder, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos. Quem és tu, ó grande monte? Diante de Zorobabel serás uma campina..." (Zc 4.6,7).

No capítulo 3 de Zacarias, o profeta vê o sumo sacerdote Josué, sendo atacado por Satanás que lhe fazia oposição, mas o anjo do Senhor repreende a Satanás e  age em defesa de Josué, dizendo: "O Senhor te repreende, ó Satanás..." (Zc 3.1,2).

O profeta Ageu também trouxe palavras de ânimo àqueles que estavam diante de Deus na tarefa de reconstrução de Jerusalém, e disse a Zorobabel: "...sê forte, Zorobabel, diz o Senhor, e trabalhai; porque eu sou convosco... o meu Espírito habita no meio de vós; não temais" (Ageu 2.4). 

Os profetas viam a destruição e o mal, mas traziam palavras positivas ao povo, especialmente em época de guerra.

Escondido na caverna de Adulão, perseguido por Saul que o perseguia, Davi, recebeu uma palavra do profeta Gade, dizendo: "Não fiques neste lugar seguro; vai e entra na terra de Judá" (1 Sm 22.5).

Baraque tinha receio de ir à guerra, e ouviu de Débora, uma mulher a palavra do Senhor para que tomasse dez mil homens para combater a Sísera (Jz 4.6,7).

Josafá, ainda perplexo sem saber como proceder, recebe de um profeta de nome Jaaziel uma palavra de ânimo e a orientação em como proceder para sair à peleja contra os amonitas (2 Cr 20.15-17).

Diante de uma situação onde não há retorno e numa guerra onde o povo de Deus é ameaçado, os profetas de Deus sempre falaram positivamente.

Pr. Josue Gonçalves

Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário