sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

A PENALIDADE DO PECADO

O grande sacrifício de Jesus não só se tornou a expiação dos pecados do homem, mas também tornou se a vitória que derrotaria a morte, a qual de qualquer outra forma teria sido o destino inevitável de todos os homens que nascem sob a maldição do pecado.

O pecado carrega a sua própria penalidade inevitável, e essa penalidade é a morte.

O nosso Criador é justo e correto e por isso exigiu que a penalidade pelo pecado fosse paga.

Porque Deus é amoroso e misericordioso, assim como justo, Ele enviou o Seu Filho unigênito para pagar a pena pelos nossos pecados, sabendo que senão estaríamos condenados por toda a eternidade (João 3:16).

O amor e a misericórdia de Deus são grandemente demonstrados pelas palavras de Jesus ainda pendurado na cruz, perto de morrer, quando pediu que Deus perdoasse aqueles que estavam matando-o em sua ignorância (Lucas 23:34).

É fácil supor que a falta de vontade do homem de se render totalmente em obediência à Palavra de Deus e a lei seja resultado de sua falta de conhecimento e sabedoria.

A ironia dessa conclusão é que a fatalidade produzida para Jesus na cruz se torna a fatalidade espiritual para aqueles incapazes de superar a mesma ignorância que ainda assola grande parte da humanidade hoje.

O homem pecador que se recusa a aceitar o dom da salvação fornecido por Jesus pelo Seu sacrifício é certamente o produto da ignorância rebelde e pecado que separam um homem da sabedoria de Deus.

Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz 

Nenhum comentário:

Postar um comentário