terça-feira, 1 de junho de 2021

SERVO BOM E FIEL

 Biblicamente, afirmar que alguém é bom é dizer que esta pessoa é semelhante a Deus. É a qualidade do cristão em ser generoso, de atitudes gentis, para com os outros sem interesses escusos, mas de maneira natural, como consequência de um caráter bondoso.

Jesus no trato com as pessoas agia de forma bondosa a ponto de afirmarem sobre ele: "Ele é bom", Jo. 7.12.

O Salmo 23:6 nos diz que certamente a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida. Barnabé foi descrito como homem bom, cheio do Espírito e de fé: At 11.24.

Segundo o Senhor Jesus em Mt. 25.21, o servo mais digno de elogio é o “servo bom e fiel”. Mt. 12.32 declara que “O homem bom tira do tesouro bom coisas boas”.

As pessoas boas exercem uma influência silenciosa comparadas ao sal. Ser “Sal” é ser diferente do mundo nas atitudes essenciais de coração e mente. O cristão é comparado à luz que é manifesta, enquanto o sal fica escondido. As pessoas devem ver as nossas boas obras, pois a bondade cristã é ativa.

É por causa dos atos de bondade que uma pessoa bondosa é reconhecida, sem a prática de atos de bondade não se reconhece, não se identifica uma pessoa bondosa, por mais benigna que ela seja. Não basta aos cristãos serem benignos, têm que ser também bondosos.

Sorrir, ser simpática, cordata e amável pode tornar uma pessoa benquista, mas não é suficiente; A benignidade precisa ser externada através de ATOS de bondade. Daí porque a benignidade está intimamente ligada à bondade.

Atos de bondade, na intenção de Deus, são atos praticados sem se exigir (ou mesmo querer) lucro, recompensa ou retorno. Mais uma vez se faz necessário lembrar que SEM o Espírito de Deus ninguém consegue praticar essa bondade, não faz parte da essência do ser humano.

A Bíblia afirma a bondade como algo que dura para sempre (Sl.106.1; 107.1; Jr.33.11). Diz mais ainda em Mc.10.18, agora pela boca do Filho Jesus Cristo, que só Deus é bom.

Só produzimos o bem pela presença do Espírito conosco. Fora dEle, nossa inclinação é para o caos, não para a beleza; é para a maldade, não para a bondade.

O caos e a maldade são naturais; a beleza e a bondade são espirituais.

A palavra bom significa ser como Deus. Bondade é amor em ação, demonstra justiça fazendo o que é certo.

Pelo poder do Espírito Santo, a longanimidade, benignidade e bondade andam juntas e são marcas do caráter de Cristo, que devem estar refletidos em nós.

Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz

Um comentário:

  1. Mensagem Maravilhosa Aleluia! Obrigado Jesus pela tua misericórdia,e pela palavra Abençoada,abençoa minha amada irmã no seu ministério.Amem

    ResponderExcluir