terça-feira, 5 de outubro de 2021

OS DONS DO PAI – PARTE II

Propósito e motivação básica da vida – Romanos 12.3-8

Os dons do pai são classificados como dons de serviço que correspondem aos ministérios que todos devem exercer.

EXORTAÇÃO – Capacidade sobrenatural de encorajar os outros e propor-lhes desafios.

Literalmente significa chamar de lado o propósito de fazer um apelo.

Num sentido mais amplo, significa suplicar, confortar ou instruir: “Não deixando de congregar-nos ...mas admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais...” - Hb.10.25.

OFERTA OU CONTRIBUIÇÃO – Capacidade sobrenatural de atender as necessidades físicas dos outros.

O sentido essencial é dar com um espírito de generosidade. Num sentido mais técnico, refere-se àqueles que tem recursos e que auxiliam outros sem tais recursos.

O dom é para ser exercido com liberalidade, mas sem uma exibição externa ou orgulhosa: “... Sua profunda pobreza abundaram em riquezas da sua generosidade” - 2Co.8.2

LIDERANÇA – Capacidade sobrenatural de motivar os outros a buscar um alvo valioso.

Refere-se a alguém que está à frente. Envolve o exercício do Espírito Santo na modelagem, supervisão e desenvolvimento do corpo de Cristo.

A liderança é para ser exercida com diligência. “Vós vos tornastes nossos imitadores, e do Senhor ... de maneira que fostes exemplo para os fiéis na Macedônia e na Acaia”: 1Ts.1.6-7.

MISERICÓRDIA – Capacidade sobrenatural de demonstrar amor e compaixão pelos outros.

Sentir-se tocado pela miséria de um outro.

Relacionar-se com os outros com simpatia, respeito e honestidade.

Para ser eficaz, esse dom deve ser exercido com bondade e alegria – não como uma obrigação. “Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia”: (Mt. 5.7)

Transcrito Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz


Nenhum comentário:

Postar um comentário