terça-feira, 30 de junho de 2020

PAI ÁGUIA

"Como a águia desperta o seu ninho, adeja sobre os seus filhos e, estendendo as suas asas, toma-os, e os leva sobre as suas asas. assim só o Senhor o guiou, e não havia com ele deus estranho". (Dt.32.11,12)

O texto fala de como Deus Pai tirou seu povo do Egito. Assim como a Águia coloca seus filhotes sobre suas costas e levanta voo acima das nuvens, assim Deus fez com seu filho Israel.

Deus Pai aniquilou os demônios do Egito que oprimiam seus filhos e os levou à salvo para um lugar onde eles estariam protegidos.

Adonai é o Pai Águia que nos ensina nos versículos acima, como um pai deve proceder com os seus filhos. Numa época como esta, que os inimigos tentam roubar e matar nossos filhos com artimanhas devemos aprender o que Deus nos ensina através dos pais Águias.

As garras das águias foram feitas por Deus de tal forma que quando elas seguram algo ninguém consegue “tirar” de suas mãos. Assim que elas são: Ninguém consegue tirar os filhotes de suas mãos.

Quando os Hebreus estavam no Egito, oprimidos por Faraó Deus desceu lá e com mão forte os tirou da escravidão e esmagou os egípcios. “Vistes o que fiz aos egípcios e como vos levei sob asas de águia e vos trouxe a mim” (Ex. 19, 4).

Assim devem ser os pais de hoje: Protejer seus filhos e não deixar que nada nem ninguém os prejudiquem. É dever dos pais ensinar os filhos e nunca deixar que eles escutem vozes estranhas. Ou ainda que escutem, eles devem ser adestrados a não dar ouvidos, a não seguir, não acreditar em falsos ensinamentos, sabendo distinguir entre o certo e o errado. Essa fé no que o pai diz vem do amor, o mandamento mais importante da Bíblia. Quanto mais um filho se sentir amado, mais ele irá dar crédito.

O Pai Águia cuida dos filhotes protegendo-os dos predadores e nós, seguindo Seus ensinamentos sábios, iremos conseguir criar os nossos filhos ensinando-os o caminho que devem andar, para que futuramente, não se desviem dele (Pv. 22:6).

Joel Engel

Por Litrazini
Graça e Paz

segunda-feira, 29 de junho de 2020

O DIABO USA A DÚVIDA PARA NOS IMPEDIR DE DESFRUTAR DA VIDA COM DEUS


Uma vez que a vontade de uma pessoa é renovada pela Palavra de Deus [...] ela se torna muito perigosa para Satanás e seu reino de trevas.

"Pisarás o leão e a cobra; calcarás aos pés o filho do leão e a serpente. Porquanto tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei; pô-lo-ei em retiro alto, porque conheceu o meu nome'. (Sl, 91: 13-14)",

Cada ser humano foi criado por Deus, porém com livre arbítrio - o que possibilita a tomada de decisões que vão contra ou favor à vontade dEle. Deus criou cada um de nós com livre arbítrio. Isso nos dá a capacidade de fazer nossas próprias decisões, além da influência externa", continuou.

Uma das principais influências externas é o próprio diabo, que tenta impedir o avanço dos planos de Deus na vida das pessoas. "Satanás tenta nos forçar a fazer coisas, impondo uma pressão externa sobre nós, mas Deus tenta nos guiar pelo Seu Espírito Santo.

Nós somos realmente criaturas complexas. Nossa mente pode pensar uma coisa, enquanto nossas emoções querem algo mais e nossa vontade certamente parece ter vida própria.

A renovação da mente humana pela Palavra de Deus pode se tornar uma arma poderosa contra o inimigo. Uma vez que a vontade de uma pessoa é renovada pela Palavra de Deus e ela sabe o suficiente para escolher o bem sobre o mal, ela se torna muito perigosa para Satanás e seu reino de trevas.

A pessoa renovada pode anular todas as coisas negativas que Satanás planejou, exercitando sua força de vontade para concordar com Deus e Sua Palavra.

A dúvida pode se tornar um artifício nas mãos do diabo para tentar impedir que o cristão desfrute de uma vida plena com Deus e expôs uma breve oração, agradecendo pela renovação da mente, promovida pelo Espírito Santo nos cristãos que O buscam.
Descobri que a dúvida é um pensamento plantado na nossa cabeça pelo diabo. Ele usa isso para nos impedir de desfrutar da nossa vida e crescer nos bons planos de Deus para nós.

"Senhor, obrigado pelo poder de Sua Palavra e por renovar a minha mente. Eu escolho ficar com Sua verdade e superar a escuridão que me rodeia. Amém",

Joyce Meyer

Por Litrazini
Graça e Paz

domingo, 28 de junho de 2020

COMO GLORIFICAR A DEUS NO SEU LOCAL DE TRABALHO

1Co 10:31 diz: “Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para a glória de Deus”. “Como os jovens trabalhadores podem glorificar a Deus no trabalho?”.

PONTOS PRINCIPAIS
DEPENDÊNCIA. Vá para o trabalho totalmente dependente de Deus (Pv 3:5-6; Jo 15:5). Sem Ele você não consegue respirar, se mover, pensar, sentir ou falar.  E muito menos ser espiritualmente influente. Levante de manhã e deixe Deus saber do seu desespero em estar com Ele o tempo todo. Ore pedindo ajuda.

INTEGRIDADE. Seja absolutamente e meticulosamente honesto e confiável no trabalho. Seja pontual. Trabalhe todo o horário estabelecido, pois “Não roubarás”. Mais pessoas roubam seus empregadores sendo preguiçosas do que tirando trocados dos caixas.

HABILIDADE. Seja bom naquilo que você faz. Deus te deu não apenas a graça da integridade, mas também o presente da habilidade. Aprecie esse presente e seja um bom “mordomo” dessas habilidades. Esse crescimento nas habilidades é construído com a dependência e integridade.

MOLDE A EMPRESA. Conforme você conquista mais influência e oportunidades, molde o caráter do seu local de trabalho para que as estruturas, as regras internas, as expectativas e o foco fiquem de acordo com o que Cristo ensinou.

IMPACTO. Foque em ajudar sua empresa a causar um impacto que melhore a vida das pessoas, sem destruir a alma delas. Algumas indústrias geram um impacto destrutivo (promovendo, por exemplo pornografia, jogatina, aborto, mentiras etc). Porém, muitas podem ser ajudadas a causar um impacto que gere vida sem arruinar almas. Caso você tenha essa oportunidade, trabalhe nesse sentido.

COMUNICAÇÃO. Ambientes de trabalho são baseados em relacionamentos. Esses relacionamentos se constroem através da comunicação. Demonstra sua maneira cristã de ver as coisas durante as conversas normais do dia-a-dia. Não esconda sua luz, mas exponha-a de forma cativante, natural e alegre. “Que aqueles que amam sua salvação digam continuamente, Grande é o Senhor! (Sl 40:16)

AMOR. Sirva aos outros. Seja aquele que se oferece primeiro para ajudar, mesmo que nas pequenas coisas. Demonstre interesse pelos outros no trabalho. Que todos o conheçam como aquela pessoa que se importa não só como as coisas vão no trabalho, mas também com os sufocosenfrentados pelos colegas fora dali. Ame seus colegas de trabalho e ensine-os sobre o Espírito Santo, nosso grande ajudador.

DINHEIRO. Seu trabalho não deveria ser visto apenas como o lugar onde você vai para ganhar  dinheiro. Tudo pertence a Deus, não a você. Você é um administrador. Transforme seus ganhos em uma fonte de generosidade ao administrar o dinheiro que Deus colocou na sua mão. Não trabalhe apenas para aumentar sua conta bancária. Trabalhe para ganhar, guardar, dar e investir em empreendimentos que exaltem a Cristo. Use seu dinheiro para honrar a Cristo como seu tesouro supremo.

GRATIDÃO. Sempre agradeça a Deus pela sua vida, sua saúde, seu trabalho e salvação em Jesus. Seja uma pessoa grata no trabalho. Não seja um dos que só reclamam. Deixe sua gratidão a Deus transbordar em espírito de humildade e gratidão aos outros. Seja conhecido como alguém cheio de esperança, humildade e gratidão no trabalho.

Há muito mais a ser dito sobre como glorificar a Deus no local de trabalho, mas esse é um começo. Você pode aumentar essa lista conforme Deus lhe mostre como fazer isso. O ponto principal é: Não importa o que você faça, o que você come ou bebe, ou o que faz no trabalho, use tudo para exaltar a Deus, mostrando aos outros o quanto Ele realmente está presente na sua vida.

Artigo de John Piper traduzido por Gospel Prime

Por Litrazini
Graça e Paz

sábado, 27 de junho de 2020

OS PLANOS DE DEUS

“Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês”, diz o Senhor, “planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro”. (Jr 29.11)

Enquanto os falsos profetas afirmavam confiantemente que Judá ficaria livre da ameaça babilônica, Jeremias declarava, com a mesma convicção, que Jerusalém cairia e se renderia diante do exército babilônico. Evidentemente, Jeremias estava certo.

A cidade caiu em 597 antes de Cristo, e os líderes da nação foram levados para o exílio na Babilônia.

Uma vez estabelecidos ali, Jeremias escreveu uma carta a todos os exilados, dizendo: “Construam casas e habitem nelas; plantem jardins e comam de seus frutos; casem-se e tenham filhos e filhas […]; busquem a prosperidade da cidade” (29.5-7).

Eles não deveriam dar atenção aos sonhos dos falsos profetas, que afirmavam que em breve eles retornariam a Jerusalém. Somente quando se completassem setenta anos de exílio o Senhor cumpriria a sua promessa e os traria de volta.

Essa promessa que Deus fez aos exilados na Babilônia tem sido aplicada aos cristãos em situação de angústia e dor: “Eu conheço os planos que tenho para vocês”, declara o Senhor, “planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro” (v. 11). Vejamos três aspectos dessa promessa:

DEUS TEM PLANOS PARA O SEU POVO.
A vida não acontece por acaso. Para muitos, o curso da história é semelhante a pegadas de uma mosca bêbada numa folha de papel em branco. Mas não é assim.

A vida não é aleatória, sem sentido ou absurda. Da mesma forma que Deus tinha planos para os exilados, ele tem planos para nós hoje.

DEUS CONHECE BEM OS SEUS PLANOS.
Ele não necess/ariamente os divulga, mas certamente os conhece.
Os pais costumam fazer planos para seus filhos antes mesmos de eles nascerem; assim também faz nosso Pai celestial.

OS PLANOS DE DEUS SÃO BONS.
Os exilados na Babilônia devem ter achado difícil crer nisso, mas Deus estava determinado a dar-lhes “esperança e um futuro”. No Novo Testamento isso talvez corresponda a Rm 8.28, onde somos assegurados de que todas as coisas cooperam para o nosso bem.

E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. Rm 8.28-39

Retirado de A Bíblia Toda, o Ano Todo [John Stott]. Editora Ultimato.

Por Litrazini
Graça e Paz

sexta-feira, 26 de junho de 2020

POR QUE CRISTO TINHA QUE MORRER NAQUELA CRUZ?

Jesus Cristo foi crucificado, morto e sepultado. O que Jesus fez para nos salvar do pecado?

PARA PAGAR A PENALIDADE DOS NOSSOS PECADOS.
Pois todos pecaram e estão destituídos da Glória de Deus (Rm. 3.23). O pecado trouxe a condenação a todos os seres humanos. E o pecado não poderia ficar sem castigo. Deus escolheu o seu próprio Filho, por amor, para realizar o pagamento desta dívida com Ele.

“Porque também Cristo morreu uma só vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; sendo, na verdade, morto na carne, mas vivificado no espírito”( I Pe 3.18)

PARA SUBSTITUIR OS HOMENS.
Foi o Profeta Isaias quem melhor descreveu o sacrifício de Jesus na cruz em favor da humanidade Capítulo 53.

Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. 
Pois assim como por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça veio a graça sobre todos os homens para justificação de vida. (Rm.5.8) Ele não apenas substituiu Barrabás, o salteador que foi solto no dia em que Ele foi crucificado, mas substituiu a mim e a você também.

PARA SATISFAZER A JUSTIÇA DE DEUS.
“Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus, ao qual Deus propôs como propiciação, pela fé, no seu sangue, para demonstração da sua justiça por ter ele na sua paciência, deixado de lado os delitos outrora cometidos; para demonstração da sua justiça neste tempo presente, para que ele seja justo e também justificador daquele que tem fé em Jesus”. Rm 3.24 a 26 

As expressões “justo” e “justificador” mostram que, ao perdoar o homem, Deus não deixou de ser justo, mas foi justificador para o homem, através do seu Filho. A palavra justificado (nós) significa sermos declarados justos perante o Pai.

PARA NOS LIVRAR DA MORTE E NOS DAR SALVAÇÃO.
Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos, A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação. Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido. Porquanto não há diferença entre judeu e grego; porque um mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam. Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. (Rm 10:8-13)

Com isto, todos aqueles que crêem em JESUS e o declaram como Senhor e Salvador são abençoados com:

PERDÃO – 1Jo 1.7 diz:  “... e o sangue de Jesus, o seu filho, nos purifica de todo pecado.” Em 1 João 1.8 a 10, lemos: “Se dissermos que não temos pecado nenhum, enganamo-nos a nós mesmos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça”.

RECONCILIAÇÃO – “Pois que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões; e nos encarregou da palavra da reconciliação”, somos, novamente, “amigo de Deus”. (IICor 5.19)

LIBERTAÇÃO – Jo 8.32 – “E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará. João 8.36 “...Se pois o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres”.

Você teve a sua rota e destinos, céu ou inferno, desviados por Jesus? Ainda não?

O que está esperando? É só confessar Jesus Cristo como Único e Suficiente Senhor e Salvador

Lidiomar T. Granatti  / Litrazini

Graça e Paz

quinta-feira, 25 de junho de 2020

LIBERTAÇÃO VERDADEIRA.


O ser humano sem Cristo está vivendo uma situação altamente perigosa, pois o diabo é o maior ladrão que existe e sua intenção não é outra do que a de matar roubar e destruir (João 10.10). O inimigo quer destruir os nossos relacionamentos, matar a nossa esperança, roubar a nossa paz, etc. Toda pessoa que ainda não aceitou a Cristo como salvador está algemado, amarrado, preso pelo pecado e debaixo da influência satânica.

Jesus Cristo veio a este mundo para buscar e salvar o perdido (Lc 19.10) e para desfazer as obras do diabo (1Jo 3.8). Para que isso acontece duas coisas se faz necessário. Primeiro que a igreja esteja intercedendo pelos perdidos, para que o poder de Satanás na vida das pessoas seja minado e elas se tornem receptivas ao Evangelho. Segundo que a igreja leve as boas novas de salvação aos perdidos, pois só Cristo através do evangelho tem o poder para quebrar as cadeias que lhes prendem.

“Pedro, então, ficou detido na prisão; mas a igreja orava intensamente a Deus por ele” (At 12.5).

A situação era altamente perigosa, mas a igreja não entrou em desespero; como manda a Palavra (Fp 4.6) a igreja intercedeu em oração e fé a Deus pelo encarcerado. Este é o único caminho para libertar as pessoas: Amor, unidade, fé e perseverança na oração e na intercessão pelos perdidos, seguida da proclamação do Evangelho: Deus através de Cristo reconcilia o mundo perdido (2Co 5.19).
“Também vos digo que, se dois de vós concordarem na terra acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus. Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” (Mt 18.19-20).

Quem foi despertado espiritualmente não fica olhando para os obstáculos, ou para as circunstâncias adversas; não fica temeroso, mas segue a Cristo sem medo enfrentando todos os problemas, lutando o bom combate da fé, na certeza de que é mais que vencedor.
“Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas?” (Rm 8.31-32).

“Então Pedro caiu em si e disse: Agora sei, sem nenhuma dúvida, que o Senhor enviou o seu anjo e me libertou das mãos de Herodes e de tudo o que o povo judeu esperava” (At 12.11).

Todas as cadeias foram rompidas. O portão de ferro e os guardas ficaram para trás. O encarcerado está totalmente livre.

Este é o resultado para quem ouve a voz do Espírito Santo, crê e aceita a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador, e o segue submisso: Ocorre uma libertação verdadeira, a velha vida fica para trás e, se inicia uma nova vida onde a pessoa agora está realmente cônscia dos planos de Deus para sua vida e desejosa de segui-Lo.

Existe uma alegria contagiante no meio dos salvos quando um pecador aceita ao Senhor Jesus, assim como, algo que realmente identifica uma pessoa liberta é a sua alegria em estar na Casa de Deus e na comunhão dos santos. Ele anseia estar louvando a Deus, aprendendo da Sua Palavra e compartilhando o seu testemunho.

O salmista Davi disse; “Alegrei-me quando me disseram: Vamos à casa do SENHOR” (Sl 122.1).

Quando se experimenta uma libertação verdadeira nossa vida se torna impactante, nós, como o sal, passamos a influenciar e alvoroçar tudo que está ao nosso redor. “Trouxeram alguns irmãos à presença dos magistrados da cidade, clamando: Estes que têm alvoroçado o mundo chegaram também aqui” (At 17.6).

Por Por Litrazini
Graça e Paz

quarta-feira, 24 de junho de 2020

NÃO SEJA PROBLEMA


Todos queremos resolver problemas.

Porém, para cada problema resolvido, aparecem outros mais complexos.

Na verdade, mais do que resolver problemas, é preciso parar de criar problemas.

Temos que ser bem resolvidos.

Sem resolver a nós mesmos estaremos sempre criando novos problemas. 

Orar é essencial.

Mas uma vida bem-sucedida não é fruto apenas de oração.

Começa com oração, mas se realiza uma vida resolvida, que resolve os problemas que têm; que não cria outros problemas, e que mais do que isso, não é um problema.

1. Busque a Deus acima de tudo.

2. Seja fiel a Ele.

3. Dê atenção à sua família. Família vem antes de trabalho.

4. Cuide do seu cônjuge, marido-esposa vem antes de filhos.

5. Gaste tempo com seus filhos - eles vêm antes de amigos.

6. Cultive valores espirituais - eles são mais importantes do que valores materiais.

7. Trabalhe duro, pra valer, ninguém vence sem trabalho.

8. Não basta ganhar muito, tem que saber gastar com sabedoria e dar com generosidade.

9. Cultive bons relacionamentos. Seu destino é feito através dos seus relacionamentos.

10. Esteja envolvido com a igreja, uma vida de serviço a Deus e ao próximo faz bem à alma e promove crescimento. 

Dr. Silmar Coelho

Por Litrazini
Graça e Paz

terça-feira, 23 de junho de 2020

CONFIE NO SENHOR


Dentre os muitos conselhos que Salomão escreveu para os seus contemporâneos, e para a posteridade, confiarem em Deus em detrimento de confiar em si, deve ser o ponto de partida para todo planejamento, toda ação e julgamento que o ser humano faz.

No capítulo três e versículo cinco, Salomão escreveu: “Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento”.

Na língua portuguesa, o verbo “estribar” vem da palavra “estribo”, que é o objeto que no qual os cavaleiros pisam para se apoiar enquanto sobem e também depois quando já estão sentados em seus cavalos.

A tradução deste versículo ficaria mais ou menos assim: “A emoção da segurança que se tem não deve estar sustentada na certeza que temos, advinda da nossa capacidade de raciocinar e fazer prognósticos, mas em Deus”.

Olhando para os exemplos bíblicos, temos a confirmação de que isto funciona na prática: Pela lógica do raciocínio humano Davi se quer deveria ter enfrentado o gigante Golias (e olha que Saul aconselhou Davi nesse sentido);

Pela lógica humana, Abraão, que passava dos 100 anos, e que já tinha uma mulher que já havia perdido a aptidão sexual, deveria desistir da promessa de que ele seria pai;

Pela lógica humana, Jó, um homem que recebeu testemunho do próprio Deus, teria deixado sua fé ser abalada, assim como sua mulher o teve, pois sofrer injustamente é irracional;

Pela lógica, Davi, depois de algum tempo de reinado, poderia ter construído um templo para o povo adorar a Deus, mas Deus o impediu de fazer isso (há coisas que, por mais estejam sob nossa competência, precisamos de autorização de Deus para fazer, por mais que essa coisa seja proba).

Mas isso não implica dizer que devemos paralisar nossas vidas e projetos, não. Muito pelo contrário, devemos exercer nossa capacidade mental imaginativa, adquirir conhecimento e seguir fazendo o bem, mas sempre com a chancela de Deus –– “O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do SENHOR. Todos os caminhos do homem são puros aos seus olhos, mas o SENHOR pesa o espírito. Confia ao SENHOR as tuas obras, e os teus desígnios serão estabelecidos.” Pv 16:1-3.

“Os que confiam no SENHOR serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre” (Sl 125.1).A confiança no Senhor é o segredo da nova permanência.

Fernando Pereira

Por Litrazini
Graça e Paz

segunda-feira, 22 de junho de 2020

COMO PREENCHER O VAZIO EXISTENCIAL?


Nossa alma anela e anseia por Deus, é somente o Espirito Santo que preenche o vazio do ser humano!

Jesus disse: “Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me. Porque, qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas qualquer que, por amor de mim, perder a sua vida, a salvará. Porque, que aproveita ao homem granjear o mundo todo, perdendo-se ou prejudicando-se a si mesmo?" Lc 9:23-25

Salomão, que teve milhares de mulheres, súditos e foi um dos homens mais ricos que já pisou na face da terra, nos traz uma valiosa reflexão a acerca da vida: "Vaidade, vaidade, tudo é vaidade... É como correr atrás do vento!”. “É lícito gozar os bens que Deus nos deu, mas estes não podem satisfazer a alma”, diz a introdução do capítulo 6 do livro de Eclesiastes.

Deus nos criou e deu o privilégio de nos relacionarmos com Ele, no entanto, a sociedade hedonista tenta a qualquer custo colocar o homem no centro de tudo. Mas a verdade é que temos que estar no centro da vontade de Deus!

Negar a nós mesmos e seguirmos a Ele não quer dizer que faremos voto de pobreza ou se esconder numa caverna. É na verdade, depender Dele, ter fé e confiar que Ele cuidará de todas as áreas de nossas vidas.

A busca incessante pelos bens materiais e por acumular riquezas, fama e fortuna é fruto de uma sociedade cada vez mais individualista, vazia e sem Deus. Pesquisas relevam que quanto maior o IDH - Índice de Desenvolvimento Humano de um país, maior a taxa de suicídio. Em países como o Brasil, vemos uma tolerância maior com relação às adversidades da vida. Porém mesmo assim, temos a enganosa ideia de que se um dia tivermos muito dinheiro seremos muito felizes.

A busca por dinheiro, sexo, drogas, relacionamentos, amigos, "clubinhos sociais" é muitas vezes uma maneira de anestesiar a dor e o sofrimento pela falta da presença de Deus e o relacionamento íntimo com Ele.

A palavra “religião” quer dizer "religar" é na verdade uma forma de religar o homem à Deus, porém, precisamos abandonar a "religiosidade" para ter um verdadeiro encontro com o nosso Criador.

Fernanda Thomaz

Por Litrazini
Graça e Paz

domingo, 21 de junho de 2020

ESPERANDO O INESPERADO


“... E Pedro, com João, fitando os olhos nele, disse: Olha para nós. E olhou para eles, esperando receber deles alguma coisa. E disse Pedro: Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda…” At 3:1-8. ...ele olhou atentamente, com expectativa de receber, só que ele recebeu o inesperado.

Ó minha alma, espera somente em Deus, porque dele vem a minha esperança. Sl 62:5 - Minha esperança é do Senhor. 

Deus é nossa esperança. Esperamos grandes coisas de Deus. Queremos ver as coisas maiores, afinal das contas servimos um Deus grande: Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera, Ef 3.20.

Mas temos que admitir, todos nós, uma vez ou outra, sentimos decepcionados na vida, desanimados por não ter alcançado ou atingido as expectativas na vida...

Às vezes clamamos: Eu não entendo Deus; simplesmente não enxergo as coisas  maiores; não tenho mais expectativas ou esperanças. Sempre o impossível acontece comigo. Ao invés do esperado, eu recebo o inesperado.

O QUE VOCÊ ESTÁ ESPERANDO? O coxo esperava dinheiro, esmola, talvez um pouco de pena...  Esperar grandes coisas, coisas extraordinárias não está baseado em pensamento positivo, mas no poder de Deus.

Deus veio para você para dizer: Eu tenho uma palavra para você! Eu tenho planos para você! Eu tenho grandes expectativas, grandes esperanças por você! Antes de ser formado no ventre da sua mãe, antes da fundação deste mundo, antes de ser chamado pelo seu nome, Deus tem planos para você 

Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais. (Jr 29.11)

QUANDO DEUS NOS DÁ O INESPERADO
Recebemos uma palavra de esperança. coisas maiores veremos, coisas extraordinárias irão acontecer, começamos ter a esperança, começamos buscar o extraordinário, nossa expectativa está elevada, podemos até ver com nossos olhos da fé. MAS ... Vem o inesperado, a coisa que temos certeza que não faz parte do plano de Deus para nossa vida...e agora????

Moisés e o plano de libertação e a terra prometida, mas Faraó impede (Êx. 4 e 5).
Imagina a expectativa depois de cada praga e receber um não; Finalmente saíram do Egito, livres, indo para a terra prometida, mas tem o mar vermelho (Êxodo 14). Volta para Jerusalém depois de 70 anos de cativeiro, reconstrução do templo, reconstrução da cidade, agora esperando o Messias, mas passa  400 anos.

Os discípulos encontram o Messias; reconhecem que Ele é o Cristo e veio para estabelecer o  reino de Deus, mas de repente eles estão olhando para uma cruz.

O NOSSO INESPERADO É O ESPERADO DE DEUS
Deus não tem plano B, os Seus planos não serão frustrados, o seu inesperado é o plano esperado de Deus. O esperado de Deus encontra-se nos lugares e pessoas menos esperados;

A cruz, a coisa mais inesperada pelos discípulos, se torna o evento mais esperado para toda humanidade, pois a cruz, ao contrário do símbolo de morte, é triunfante e traz a vida, a nossa esperança.

A situação inesperada que você está enfrentando pode se tornar o esperado de Deus para sua vida. Você verá o poder de Deus. Você verá as coisas maiores de Deus, as coisas extraordinárias.

Lembre-se: Deus conhece os pensamentos que Ele tem para você e Seus pensamentos são mais altos e mais poderosos. Vamos agarrar o inesperado de Deus e esperar nEle e ficaremos maravilhados.

Transcrito Por Litrazini
Graça e Paz

sábado, 20 de junho de 2020

LIDANDO COM A ANGÚSTIA


A angústia lhe faz querer deitar, dormir e nunca mais acordar.

A dor é tão aguda que deseja não ter nascido, não ter existido, desaparecer.

Não quer pensar no sofrimento, mas pensa; gostaria de não sentir-se vazio, porém, o buraco na alma só aumenta.

Como um computador que não desliga ou uma roda que não para de girar, os pensamentos ruins lhe controlam e fazem amargo.

A noite se torna uma inimiga, quando o sono não vem e você pensa sem parar no porquê sofre tanto.

Por alguns minutos dorme sono intranquilo, para acordar no meio da noite chorando, apavorado por pesadelos que teimam em lhe assustar, como presságios de um amanhã ainda pior.

Nas vezes que me senti assim, ao ir para cama, li um Salmo. Meu coração se aquietou, dormi em paz e acordei restaurado e confiante.

"O SENHOR é a minha luz e a minha salvação; de quem terei medo? O SENHOR é a fortaleza da minha vida; a quem temerei? Quando malfeitores me sobrevêm para me destruir, meus opressores e inimigos, eles é que tropeçam e caem. Ainda que um exército se acampe contra mim, não se atemorizará o meu coração; e, se estourar contra mim a guerra, ainda assim terei confiança.

Uma coisa peço ao SENHOR, e a buscarei: que eu possa morar na Casa do SENHOR todos os dias da minha vida, para contemplar a beleza do SENHOR e meditar no seu templo.
Pois, no dia da adversidade, ele me ocultará debaixo do seu amor; no profundo do seu coração, me acolherá; elevar-me-á sobre uma rocha e me protegerá" (Sl 27:1-5).

Dr. Silmar Coelho

Por Litrazini
Graça e Paz