quarta-feira, 2 de março de 2011

Eu sou um Milagre, não faço milagres

Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador. Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto. Vós já estais limpos, pela palavra que vos tenho falado.

Estai em mim, e eu em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim. Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.

Se alguém não estiver em mim, será lançado fora, como a vara, e secará; e os colhem e lançam no fogo, e ardem. Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito.

Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos. (João 15.1-8)

Sou um milagre, não faço milagres, sou um instrumento daquele que o faz, apenas tenho o privilégio de ser o canal condutor do poder do Senhor.

Todavia, para que isso ocorra é necessário que alguns critérios como buscar a Deus de todo coração, ter comunhão e vida com o Senhor, através de leituras bíblicas e oração diariamente, sejam observados. Então me invocareis, e ireis, e orareis a mim, e eu vos ouvirei. E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração.(Jeremias 29.12,13)

Não podemos apenas seguir à Deus mas seguir com Deus ao nosso lado em todo o tempo, a oração não deve ser limitada a períodos e, logo depois por o Senhor pra fora do restante do nosso dia. Contudo, isso não quer dizer que devemos ser pretensos espirituais e ter uma vida de extremos. Não!

Podemos ter uma vida normal sem excluir Deus da nossa rotina diária, nesse ponto entra a verdadeira dependência.

Se você, ainda tem dificuldades de discernir, ou mesmo, ouvir a voz de Deus, simplesmente pare e questione: Nessa situação que estou vivenciando, qual seria a atitude de Jesus?

Precisamos glorificar o Nome do Senhor, atribuindo a Ele o milagre, que por sua vez nos honrará porque Deus é Fiel e honra aqueles que o honram, porém, não divide a sua glória com ninguém.

Jesus influenciou multidões e nos deixou o legado para fazer o mesmo.

O papel do verdadeiro cristão é influenciar multidões não apenas com Palavras, mas, com atitudes que reflitam o caráter e a mente de Cristo, assim poderemos fazer o diferencial por onde passarmos.

Você tem feito diferença por onde passa?

Lidiomar T. Granatti

Graça e Paz